Senado aprova afastamento do trabalho, sem atestado, por 7 dias

Proposta reduz economia da reforma da Previdência em R$ 76,4 bilhões - Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
 

O Senado aprovou, nesta terça-feira, 31, o Projeto de Lei 702/2020, que dispensa o empregado de comprovar motivo de quarentena, por até sete dias.

Segundo a Agência Senado, o projeto que dispensa o empregado de comprovar necessidade de quarentena durante a crise do coronavírus. O PL 702/2020 recebeu relatório favorável do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB). Pelo texto, o funcionário infectado com a covid-19 pode se afastar por sete dias, mesmo sem a comprovação por atestado. A partir do oitavo dia, ele deve apresentar o documento, ainda que seja por meio eletrônico.