Capital e algumas cidades da RMSP poderão reabrir bares e restaurantes

 

O governador João Doria (PSDB) anunciou, nesta sexta-feira, 26, em coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, a reclassificação da quarentena nas 17 regiões do estado. Com isso, a partir da segunda-feira, 29, a cidade de São Paulo está autorizada a reabrir bares e restaurantes, por ter passado da fase 2 para a fase 3 no Plano São Paulo. Segundo o anúncio, a nova etapa da quarentena tem validade até o dia 14 de julho, a menos que se amenize a situação da pandemia da covid-19.

Uma das condições definidas pelo governo estadual é que os locais contem com ambientes arejados. Outra é que a capacidade de atendimento seja limitada a 40% e por apenas seis horas seguidas. As normas de saúde definidas pelo município também terão de ser obedecidas.

Com essa autorização expressa para a Capital e outras cidades da região metropolitana, é provável que o prefeito Guti também resolva permitir a abertura de bares e restaurantes, com o argumento de que, se não o fizer, consumidores de Guarulhos fatalmente se deslocarão a São Paulo, aumentando o risco de se contaminar e de trazer mais vírus para Guarulhos. Para que o faça, entretanto, estará batendo de frente com a gestão estadual, que não alterou a classificação de Guarulhos. O Ministério Público tem acionado municípios que descumprem o Plano São Paulo. O Click Guarulhos irá acompanhar o desenrolar dos acontecimentos.

Além da Capital, o Estado alterou para a fase amarela as seguintes cidades da Região Metropolitana de São Paulo:

São Bernardo do Campo

Diadema

São Caetano do Sul

Mauá

Ribeirão Pires

Rio Grande da Serra

Itapecerica da Serra

Cotia

Embu

Embu-Guaçu

Juquitiba

São Lourenço da Serra

Taboão da serra

Vargem Grande Paulista