Deic apreende cinco toneladas de maconha na Capital e Grande São Paulo

 

A Polícia Civil apreendeu, na noite de quinta-feira (2), cinco toneladas de maconha durante duas ações deflagradas na cidade de Santana de Parnaíba, na região metropolitana de São Paulo, e no bairro Perus, na zona oeste da capital paulista. Ao todo, 12 pessoas foram detidas por tráfico de drogas e nove veículos usados pelos criminosos foram recolhidos.

Há cerca de duas semanas uma equipe da 2ª Delegacia da Divisão de Investigações Sobre Crimes Contra o Patrimônio (Disccpat) apurava um esquema de distribuição de entorpecentes que funcionava em um imóvel na Estrada dos Romeiros. Durante monitoramento no local ontem, os agentes desconfiaram de uma movimentação de veículos.

Os policiais notaram a chegada de um GM/Corsa, um Renault/Fluence, um Fiat/Siena, um caminhão Volkswagen baú, um furgão Mercedes Benz/Splinter e um furgão Renault/Master com características idênticas as do Correio. Em seguida, a equipe viu um caminhão Volkswagen escoltado por uma picape Volkswagen Saveiro e resolveu abordar.

Na carroceria do veículo haviam engradados simulando a entrega de frangos, onde na verdade foram localizadas 4,4 toneladas de maconha. Os policiais cercaram o local, apreenderam todos os veículos e detiveram 11 homens, que realizaram o transbordo e a distribuição da droga, que abasteceria alguns pontos de vendas na cidade de São Paulo. 

Para desenvolvimento do esquema criminoso, o grupo aplicava o conceito ‘just in time’ – um sistema de administração da produção que determina que tudo deve ser produzido, transportado e comprado na hora exata, evitando estoque desnecessário. Eles responderão por tráfico e associação para o tráfico.

Apreensão na Capital

Após investigações para combater o tráfico na Capital, equipes da 3ª Delegacia da Disccpat apurou informações sobre um galpão industrial, na Rua Ana Mattos Franco Laranjeira, que era utilizado para armazenar entorpecentes. Os agentes foram até o local e abordaram o responsável em uma picape VW/Saveiro, que foi apreendida para análise.

Durante diligências no imóvel, que funcionava como centro de distribuição, foram encontrados 600 quilos de maconha em um galpão, além de uma balança de precisão e anotações sobre movimentação financeira do esquema. O homem foi preso em flagrante por tráfico de drogas.