Salão em casa: especialista do Senac dá dicas para manter a beleza em dia

 

O brasileiro tem buscado alternativas para superar as dificuldades do isolamento social, recomendado para combater o avanço do coronavírus, e realizar as atividades da rotina particular das quais mais sentem falta. Para muitas pessoas os cuidados de beleza e bem-estar estão no topo dessa lista, por isso, Ana Paula Rodrigues, que é docente do Senac Guarulhos, esteticista e acupunturista com mais de 8 anos de experiência, separou algumas orientações básicas para cuidar e manter em casa a beleza da pele, mãos, pés, unhas, cabelos e barba.

“Algumas dicas de ouro que valem da cabeça aos pés são evitar banhos muito quentes, que ressecam e tiram a oleosidade natural, e usar sabonetes específicos, um para o rosto, outro para o corpo. Sempre prefira a temperatura mais amena, pois a água quente desidrata a pele, os fios de cabelo e até a barba”, conta.

Confira abaixo dicas mais detalhadas da especialista.

Mãos e unhas

Foto: reprodução da internet/ Site Senac São Paulo

“Para amenizar os impactos do uso prolongado do álcool em gel, lave as mãos e aplique hidratante à base de ureia – específico para essa parte do corpo. Para potencializar a hidratação, envolva as mãos em plástico filme (aquele que usamos na cozinha) e deixe agir por cerca de 5 ou 10 minutos. Desembrulhar e finalize esfregando uma mão na outra até que o produto seja absorvido por completo”.

A especialista indica também o uso de óleo de semente de uva ou emolientes específicos para hidratação da cutícula. “Preferencialmente, apenas empurre essa pele dos dedos com uma espátula apropriada. Para quem tem cutícula mais grossa ou rachada, no banho, passe suavemente a escova de unha, e retire o excesso”, ensina a especialista.

Sobre o uso de esmaltes, ela diz que o ideal é que as unhas fiquem uma semana esmaltadas e pelo menos três dias livres, pois isso permite que ela transpire, evitando o aparecimento de manchas, por exemplo. “Outro ponto de atenção é que temos lavado muito a mão, para combater o coronavírus, e com isso corre-se o risco de acumular fungos na unha se não fizermos a secagem corretamente. Se estiverem esmaltadas, dificulta a identificação do problema para tratamento em tempo adequado”, comenta.

“Se a unha já estiver doente, nunca passe esmaltes. Se preferir, faça aplicação de óleo de mameluca para tratamento, ele é encontrado em farmácia de manipulação ou casa de produtos naturais, e tem função fungicida. O tempo de uso pode variar, mas geralmente, segue o mesmo que a unha demora para crescer completamente: cerca de 6 meses as das mãos e 1 ano e meio as dos pés”, sugere. Aqui, Ana faz uma ponderação: “Este é um procedimento paliativo, o correto é procurar cuidados médicos específicos assim que possível”.

Para a manutenção diária das unhas, ela indica apenas que sejam mantidas curtas e lixadas. “Nunca passar palitos e cutucar os cantos ou a parte de baixo delas. Não lixe a superfície e não compartilhe o uso das lixas. O ideal é que seja um utensílio descartável, especialmente quando usado nas unhas doentes. Tome cuidado, também, para não passar a lixa em uma unha doente e em outra saudável, para evitar contaminação”, finaliza.

Pés

Pensando no cuidado específico dos pés, Ana recomenda o uso de meias de algodão ao invés de sintéticas. Para quem não tem uma doença na unha, isso serve como forma de prevenção e para quem tem, evita que haja proliferação. Para pés rachados, ela orienta o uso de máscara de argila verde, encontrada em perfumarias, que é antifúngica e bactericida.

Se o objetivo é relaxamento, ela indica fazer escalda pés por 20 minutos com água quente e chás, como camomila, hortelã ou lavanda, essa dica só não vale para pés com micose, pois pode agravar o problema. “Depois do procedimento, precisa secar muito bem os pés, especialmente entre os dedos e onde houver rachaduras. Depois, aplicar creme e calçar meias ajuda no processo de hidratação”, ensina Ana.

Cabelos e barba

Cortes de Cabelo

Foto: reprodução da internet/ Site Senac São Paulo

Para cuidar dos cabelos, a especialista dá vários toques importantes: “O ideal é lavar sempre com água fria, para manter o brilho, e não ficar com toucas ou toalhas por longo período. Pode usar xampu e condicionador, diariamente, e máscara hidratante uma vez por semana ou a cada 15 dias. Mas atenção, não pode aplicar condicionador na raiz e nem esfregar o couro cabeludo com as unhas, use só a poupa dos dedos para massagear. Seque os fios apertando com a toalha e nunca esfregando, para não abrir as cutículas, deixando-os frágeis. Penteie com pente de madeira, do comprimento para a raiz, começando o desembarace pelas pontas”, orienta.

Ainda nesse quesito Ana alerta que se os fios estiverem molhados, é importante não prender. “Quando seco, dê preferência àqueles amarradores revestidos por tecidos, evite presilhas de alumínio, que a longo prazo, prejudicam os fios. Procure não fazer uso diário de secador, chapinhas ou escovas térmicas, já que o calor excessivo resseca os fios”.

Especialmente para as barbas, Ana lista uma rotina de cuidados: “Lave diariamente, dê preferência com água fria. Use produtos específicos para essa finalidade. Lembre de lavar também após cada refeição. Ao aparar, prepare a pele com um creme de barbear e finalize com um bom pós-barba”.

Senac Guarulhos

Endereço: Rua Luiz Faccini, 132 – Centro – Guarulhos/SP

Informações e inscrições: www.sp.senac.br/guarulhos