Deic prende integrante de quadrilha especializada em grandes roubos

 

Policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) prenderam na manhã desta quinta-feira, 20/8, um dos integrantes de uma quadrilha responsável por grandes ataques a empresas de transporte de valores no Brasil e na América do Sul nos últimos anos. A detenção aconteceu na manhã desta quinta-feira e é a segunda feita pela Polícia Civil, em dois dias, de assaltante inscrito na lista dos mais procurados do país.

Ontem (19), agentes da 2ª Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), haviam capturado um dos envolvidos no roubo de mais de 700 quilos de ouro ocorrido no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em julho de 2019. O criminoso foi detido em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo, em diligências relacionadas ao tráfico de drogas.

A prisão efetuada hoje é resultado do preciso trabalho investigativo dos agentes da 5ª Delegacia de Patrimônio (Investigações sobre Roubo a Banco). O suspeito foi localizado pelos serviços de Inteligência Policial em uma casa no município de Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo. Toda a movimentação das ruas próximas e das entradas do imóvel era vigiada pela quadrilha por um circuito de câmeras de segurança, controlado a partir de um quarto. Para chegar ao assaltante, os policiais neutralizaram o sistema.

No currículo do criminoso constam invasão a uma transportadora de valores no Paraguai (2017), o roubo a um carro-forte em Suzano, na Grande São Paulo, (2018) e um assalto no aeroporto de Blumenau, em Santa Catarina (2019). 

Na avaliação do delegado Pedro Ivo Corrêa, titular da 5ª Delegacia de Patrimônio, o homem detido hoje integra a organização criminosa responsável pelos maiores roubos ocorridos no Brasil nos últimos anos. O ataque executado no Paraguai também é considerado o maior crime do gênero ocorrido no país vizinho.



Com dados da Assessoria de Imprensa e Comunicação da Secretaria da Segurança Pública