Prêmio de Literatura Guarulhense contempla 36 escritores

 

Escritores contemplados pelo Prêmio de Literatura Guarulhense participaram de solenidade na noite desta sexta-feira (4), no Anfiteatro Pedro Dias Gonçalves, ocasião em que receberam exemplares da antologia poética na qual seus poemas, crônicas ou contos foram publicados.

Iniciativa da Secretaria Municipal de Cultura, a láurea foi para 36 participantes. A primeira edição do Prêmio de Literatura Guarulhense coroa outras ações da Secretaria de Cultura, como a contratação de novos Agentes de Leitura, que vêm atuando com grande dinamismo em ações de promoção e fomento da leitura”.

O evento também marcou o lançamento do Edital Prêmio João Ranali de Literatura, cujas inscrições terão início na próxima quarta-feira, dia 9, e vão até 31 de janeiro. “Além de homenagear a Biblioteca Monteiro Lobato em seu aniversário de 80 anos com o nome de seu patrono, o Prêmio João Ranali rememora o fundador da Academia Guarulhense de Letras, valorizando os escritores guarulhenses e renovando o cenário literário da cidade”, explica Vitor Souza.

Valorização

Em meio aos vencedores do prêmio literário, o servidor público Jeferson Raimundo Nascimento dos Santos, de 54 anos, conta que inscreveu duas obras e foi contemplado nas categorias contos e poemas. “A sensação de ter sido premiado é muito boa, é a primeira vez que ganhei um prêmio com um trabalho literário, estou muito feliz”, conta o escritor, que já tem um livro lançado.

O guarulhense Paulo Rodrigo de Lima, 33, conta que pretende ser escritor. Recém-formado em Direito pela Universidade de São Paulo (USP), ele enviou uma poesia para o concurso, chamada Fortes Emoções: “A poesia trabalha com o contraste entre a potência e a essência humana, que, mesmo forte, também é sensível”, conta Paulo, enfatizando que a sensibilidade humana é a maior força que o homem tem. Ainda confessa bastante satisfação e orgulho em ter sua poesia escolhida para um prêmio literário em sua cidade natal.

Thais Pereira Santana, 20 anos, é guarulhense. Ela enviou uma poesia para o concurso e se surpreendeu com a notícia da escolha de seu trabalho. Estudante de Letras da Universidade Guarulhos (UNG), ela vê com bons olhos inciativas de fomento à literatura com o Prêmio de Literatura Guarulhense. Além de formar leitores, premiações como essa ajudam as pessoas a desenvolver pensamento crítico e a buscar informações mais confiáveis, e conhecimentos em todas as esferas”, diz Thais, revelando verdadeira paixão pela literatura.