“Vacinômetro” divulga o número de vacinados por município no Estado de SP

 

O “Vacinômetro”, ferramenta digital desenvolvida pela Secretaria de Comunicação do Estado de São Paulo em parceria com a Prodesp, passou a divulgar o número de vacinas aplicadas contra o novo coronavírus nos municípios do Estado.

Pelo endereço eletrônico https://vacinaja.sp.gov.br/vacinometro/ é possível verificar o número oficial de imunizados nos municípios pelo PEI (Plano Estadual de Imunização).

A ferramenta é alimentada diretamente com as informações do “Vacivida”, plataforma digital integrada para monitorar toda a campanha de vacinação contra o novo coronavírus.

As informações disponíveis por município são preliminares e estão sujeitas a avaliação, uma vez que as bases estão sendo constantemente avaliadas e consolidadas.

Desenvolvido pela Prodesp, empresa de tecnologia do Governo de São Paulo, o sistema está integrado ao aplicativo Poupatempo Digital e também poderá abastecer a base de dados do Ministério da Saúde.

Até as 17h30 da terça-feira (2), o “Vacinômetro” indicava 504 mil pessoas imunizadas em todo o Estado.

Disparidades

Como se pode conferir no quadro, cidades muito menores do que Guarulhos receberam cotas maiores de vacinas. Durante o Pequeno Expediente da primeira sessão da Câmara Municipal, na tarde de terça-feira, o secretário de Saúde de Guarulhos, José Mário Clemente, chamou a atenção para essa disparidade. Enquanto Guarulhos recebeu 10.520 doses da vacina de Oxford, Campinas recebeu 40 mil. Segundo ele, isso é fruto de discriminação do governador João Doria contra Guarulhos, crítica que foi complementada pelo presidente Fausto Miguel Martello. Após sua fala, o vereador Geleia (PSDB) manifestou-se ruidosamente, pediu aparte para defender Doria. “Eu não admito que o secretário falte com respeito ao governador. Esta casa tem de respeitar o governador”. O vereador Lamé sugeriu que seja formada uma comissão de vereadores para uma visita ao governador para que a cidade receba o volume de vacinas que lhe cabe, proporcional à sua população. Rômulo Ornelas reforçou as críticas a Doria. Geleia voltou pedir a palavra, inclusive contrariando o Regimento do Legislativo, pois o fez apenas por seu nome ter sido citado.

Questionamento sobre o critério utilizado para quantificar a cota de cada município foi enviado à Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado da Saúde, que respondeu que o Vacinômetro registra as doses aplicadas e não as entregues a cada município. Quanto às disparidades apontadas, informa que a Secretaria estadual segue os mesmos percentuais definidos pelo Ministério da Saúde para a vacinação contra a gripe, por exemplo. Em referência à diferença entre a quantidade destinada a Guarulhos e a Campinas, a Secretaria afirma que as 40 mil doses destinaram-se à Região Metropolitana de Campinas e não especificamente à cidade.

Vacivida

O Vacivida oferece pré-cadastro de qualquer pessoa apta a participar da campanha de imunização contra o coronavírus em São Paulo. A plataforma faz o registro digital da vacinação e envia um lembrete para a aplicação da segunda dose. O sistema também notifica possíveis eventos adversos individuais à Vigilância Epidemiológica.

Cada pessoa vacinada receberá um comprovante com mecanismo antifraude. No verso, o documento terá um QR Code direcionado ao aplicativo do Poupatempo Digital, que dará acesso a um documento digital que certifica a participação na campanha.