A preguiça na Assessoria de Imprensa do Ministério da Saúde

Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios
 

É incrível a preguiça dominante na Agência Saúde, que é a Assessoria de Imprensa do Ministério da Saúde. Ela envia todos os dias para os veículos de comunicação o mesmo texto de release, apenas alterando os números, mantendo os mesmos erros, a começar pelo título: “Brasil registra 9.067.939 milhões de pessoas recuperadas“.
O certo seria mencionar 9.067.939 pessoas recuperadas ou 9 milhões de pessoas recuperadas. Todos os dias o título vem com o mesmo erro, desde o início de dezembro.

Agora, observe o texto:

O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (825.232), que são os pacientes em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa a grande maioria do total de casos acumulados (89,4%).”

Lógico! Pudera que houvesse mais pacientes em tratamento do que pessoas recuperadas depois de um ano de pandemia! Esse texto serviu para o momento em que o total de recuperados ultrapassou o de pessoas infectadas, em 17 de junho de 2020. De lá para cá, seria o caso de citar o percentual que os curados representam perante o total de contaminados.

Na sequência do release diário, a Agência enumera em vários parágrafos os investimentos que têm sido feitos pelo Ministério, incluindo as verbas destinadas aos estados e

O número de mortos – esse mero detalhe – é citado no último parágrafo.

Valdir Carleto



Reproduzimos o release enviado neste sábado, 20/2:

Brasil registra 9.067.939 milhões
de pessoas recuperadas

Número é superior à quantidade de casos ativos, ou seja, pessoas que estão em acompanhamento médico. Informações foram atualizadas às 17h30 deste sábado (20/02)Compartilhe:   Publicado em 20/02/2021 20h08 Atualizado em 20/02/2021 20h56

Casos 20 fev.jpeg

OBrasil registra 9.067.939 milhões de pessoas curadas da Covid-19. No mundo, estima-se que pelo menos 29 milhões de pessoas diagnosticadas com Covid-19 já se recuperaram. O número de pessoas curadas no Brasil é superior à quantidade de casos ativos (825.232), que são os pacientes em acompanhamento médico. O registro de pessoas curadas já representa a grande maioria do total de casos acumulados (89,4%). As informações foram atualizadas às 17h30 deste sábado (20/02) e enviadas pelas secretarias estaduais e municipais de Saúde.

A doença está presente em 99,98% dos municípios brasileiros. Contudo, mais da metade das cidades (4.007) possuem entre 2 e 100 casos. Em relação aos óbitos, 5.197 municípios tiveram registros (93,3%), sendo que 907 deles apresentaram apenas um óbito confirmado.

O Governo do Brasil mantém esforço contínuo para garantir o atendimento em saúde à população, em parceria com estados e municípios, desde o início da pandemia. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas, além de promover e prevenir a saúde da população.

Dessa forma, a pasta tem repassado verbas extras e fortalecido a rede de atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS), com envio de recursos humanos (médicos e profissionais de saúde), insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde já destinou aos 26 estados e o Distrito Federal R$ 177,3 bilhões, sendo que desse total foram R$ 133,1 bilhões para serviços de rotina do SUS, e outros R$ 44,2 bilhões para a Covid-19. Também já foram comprados e distribuídos 23,7 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 301,5 milhões de EPI, mais de 15,5 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

O Ministério da Saúde, em apoio a estados e municípios, também tem ajudado os gestores locais do SUS na compra e distribuição de ventiladores pulmonares, sendo que já entregou 11.661 equipamentos para todos os estados brasileiros.

As iniciativas e ações estratégicas são desenhadas conforme a realidade e necessidade de cada região, junto com estados e municípios, e têm ajudado os gestores locais do SUS a ampliarem e qualificarem os atendimentos, trazendo respostas mais efetivas às demandas da sociedade. Neste momento, o Brasil registra 10.139.148 casos confirmados da doença, sendo 57.472 registrados nos sistemas nacionais nas últimas 24h.

Em relação aos óbitos, o Brasil possui 245.977 mortes por coronavírus. Nas últimas 24h, foram registrados 1.212 óbitos nos sistemas oficiais, sendo que 897 óbitos ocorreram nos últimos três dias. Outros 2.798 permanecem em investigação.