Idosos não registram qualquer reação adversa com segunda dose da CoronaVac

 

A segunda dose da vacina contra a Covid-19, aplicada na semana passada nos idosos hospedados no Residencial Club Leger, não registrou qualquer reação adversa. Segundo Simone Henriques, geriatra da instituição localizada em São Paulo, o uso da CoronaVac, desenvolvido pelo Instituto Butantan em parceria com a fabricante chinesa Sinovac, demonstrou-se inteiramente seguro em relação aos pacientes da terceira idade.

– A gente tem observado em outros idosos, que receberam a vacina da Oxford/AstraZeneca, algumas pequenas reações, dentro do grau de segurança que registramos em outras vacinas para gripes. Aqui no Residencial, que recebeu doses da CoronaVac, felizmente nem mesmo esses efeitos normais foram identificados – relata Henriques.

Ela alerta que, em caso de reações locais, ou seja, no ponto onde a vacina foi aplicada, deve-se evitar colocar qualquer tipo de remédio.

– Em caso de febre, a pessoa pode tomar uma medicação normal para este tipo de ocorrência. Caso haja uma reação mais forte, melhor procurar atendimento médico. Lembrando que essas reações são normais às vacinas. E esses são procedimentos usuais em qualquer tipo de cobertura vacinal – explica a médica do Residencial Club Leger.