Chega ao Brasil o romance autobiográfico inédito de Simone de Beauvoir

 

Quase 70 anos depois de ser escrito, chega ao Brasil, no início de março, o romance inédito de Simone de Beauvoir com uma história fundamental para a formação de uma das mais importantes intelectuais do século XX. O livro acompanha um encarte com fotos da juventude de Simone de Beauvoir e reproduções de cartas que ela trocava com Zaza.

“Oferecendo uma nova perspectiva sobre os primeiros anos de vida de Simone de Beauvoir, este livro sem precedentes explica como essa relação próxima e trágica moldou sua visão do sexismo e das desigualdades de gênero.” – Elle

“Uma história apaixonante e trágica […] que faz o leitor mergulhar na Paris do início do século XX e acompanhar as tribulações de duas jovens rebeldes que questionam o que se espera delas como mulheres.” – Vanity Fair

Na história criada por Simone, Sylvie e Andrée se conhecem aos 9 anos no colégio Desir, numa Paris em meio à Primeira Guerra Mundial. Andrée é divertida, impertinente, audaciosa; Sylvie, mais tradicional e tímida, logo se sente irremediavelmente atraída por ela. No entanto, por trás da postura rebelde, Andrée tem de lidar com uma família católica fervorosa que, com suas tradições muito rígidas e ambiente opressor, está disposta a esmagar qualquer expressão de individualidade. Juntas, elas trilham o caminho para se libertar das convenções de sua época e das expectativas asfixiantes, mas não fazem ideia do preço trágico que terão de pagar pela liberdade e pelas ambições intelectuais e existenciais.

As inseparáveis relata as experiências que fundamentaram a revolta e a obra da grande filósofa francesa: sua emancipação e o antagonismo entre intelectuais e conservadores. Também retrata e denuncia uma sociedade hipócrita e fanática. Essa história catártica de Simone de Beauvoir, publicada com fotos pessoais e cartas trocadas entre as duas amigas, além de introdução de Sylvie Le Bon de Beauvoir, constitui um verdadeiro evento literário.

No Brasil, Simone chegou a vender mais de 80 mil cópias de suas obras. Na editora Record, o livro Mal-entendido em Moscou, também da autora, vendeu cerca de 8 mil exemplares. Muito aguardado pelos fãs da filósofa, As Inseparáveis traz também um fascinante encarte de fotos de Simone de Beauvoir em sua fase jovem, fotos com Zaza, Jean Paul-Sartre e também cópias de cartas trocadas entre Simone e Zaza.

SOBRE A AUTORA

Intelectual, filósofa existencialista, ativista política, feminista e teórica social, Simone de Beauvoir nasceu em 1908, em Paris. Ao longo da vida escreveu romances, ensaios, biografias, uma autobiografia e tratados sobre filosofia, política e questões sociais. Ganhou renome internacional após a publicação de O segundo sexo, em 1949, que se tornou referência para o feminismo no século XX, e se consagrou nas lutas feministas a partir da década de 1970. Morreu em 1986 e foi enterrada ao lado do marido, Jean-Paul Sartre, no Cemitério de Montparnasse.