Quase 170 mil profissionais da educação de SP fizeram cadastro para receber vacina da Covid-19

São Paulo - Vacinação contra covid-19 aos profissionais da saúde do Hospital das Clínicas, no Centro de Convenções Rebouças.
 

Com apenas quatro dias de funcionamento, a plataforma VacinaJá Educação que recebe o cadastro dos profissionais das redes estadual, municipais, particulares e federal que podem ser imunizados contra a Covid-19 já tem mais de 168 mil inscrições.
A primeira etapa da imunização para a educação terá início na próxima segunda-feira (12) para servidores e funcionários a partir de 47 anos. Serão destinadas 350 mil doses.
Poderão ser imunizados profissionais que atuem nas escolas com funções como secretários, auxiliares de serviços gerais, faxineiras, mediadores, merendeiras, monitores, cuidadores, diretores, vice-diretores, professores de todos os ciclos da educação básica, professores coordenadores pedagógicos, além de professores temporários.
Para receber a vacina, eles devem fazer o cadastro no site https://vacinaja.sp.gov.br/educacao, com número do CPF, nome completo e e-mail. Em seguida, receberão um link no email indicado e será necessário validá-lo para dar continuidade ao cadastro. É importante verificar se o email não foi deslocado para a caixa de spam.
No passo seguinte, o profissional deve confirmar os dados pessoais e apontar nome da escola, rede de ensino, município e cargo ocupado. Para as redes municipais, particulares e federal também é necessário anexar os holerites dos meses de janeiro e fevereiro.
Na sequência, o cadastro passará por um processo de análise e, se validado, o profissional receberá em seu email o comprovante VacinaJá Educação, este documento terá um QRCode para verificação de autenticidade.
A Secretaria Estadual da Educação disponibilizou um vídeo tutorial com o passo a passo para os servidores que atuam na rede estadual de ensino. Ele pode ser acessado nas redes sociais e canal oficial do Youtube da Seduc (https://www.youtube.com/watch?v=Pfi9cf_nHMU). Nos próximos dias, a Seduc vai publicar outros dois tutoriais específicos para os profissionais terceirizados e que trabalham na rede privada.


Comprovante deve ser apresentado

No momento da vacinação, o profissional da educação deverá apresentar o comprovante VacinaJá Educação, RG e CPF para conferência dos dados pelo profissional de saúde. Caso, o usuário não apresente o comprovante, ele não poderá ser imunizado.

O cadastro é o primeiro passo para imunização, porém, não significa o agendamento. A aplicação das doses ocorrerá em parceria com as Prefeituras, por meios das Secretarias de Saúde. Depois da confirmação do cadastro, o profissional deve ficar atento às regras do município em que atua para se informar sobre datas e postos de vacinação.