Com máscaras e distanciamento, família real se despede de Philip em funeral

 

A família real se reuniu hoje (17) para se despedir de príncipe Philip, que morreu no último dia 9, aos 99 anos. A cerimônia aconteceu na cidade de Windsor, na Inglaterra, e pôde ser acompanhada pelo YouTube. A despedida de Philip começou por volta das 10h30, no Castelo de Windsor, uma das residências da realeza, ao som da banda dos guardas reais. O caixão com seu corpo foi levado por oficiais fardados a um Land Rover adaptado. Acima dele, estavam sua bandeira, espada e chapéu naval.

Em seguida, seguiu-se um cortejo. Os príncipes Charles, William, Harry e outros membros da realeza seguiram o carro a pé — todos sem máscara de proteção contra o novo coronavírus. A rainha Elizabeth 2ª, de máscara, foi em outro carro, ao lado de uma dama de companhia. William e Harry, inclusive, não andaram “lado a lado” durante a procissão, como havia adiantado que aconteceria a imprensa britânica. Este foi o primeiro encontro dos dois desde a entrevista de Harry e Meghan Markle à apresentadora Oprah Winfrey.

A procissão levou à Capela de São Jorge. O caixão foi recebido com um minuto de silêncio, o hino nacional e salva de tiros. A cerimônia interna, comandada pelo deão de Windsor e pelo arcebispo de Canterbury, dividiu momentos entre discursos dos dois e cantos do coral. Na capela, cada núcleo familiar respeitou o distanciamento social. Lá, todos seguiram a rainha e também usaram máscaras. Posicionadas à frente do caixão do duque de Edimburgo, estavam as medalhas e condecorações que ele recebeu em vida. Todas ela foram citadas durante o funeral. O Palácio desencorajou os simpatizantes de Philip de se reunirem na área externa das residências reais para deixar flores. O prefeito de Windsor, John Story, afirmou ao jornal britânico Metro que pessoas que se reunirem perto do Castelo “poderiam ser multadas”.

Camilla, duquesa da Cornualha, e Catherine Middleton, duquesa de Cambridge, também estiveram presentes na cerimônia. Meghan Markle, mulher de Harry, não pôde viajar para o funeral por estar grávida. De acordo com a AFP, o primeiro-ministro Boris Johnson decidiu não participar para deixar espaço à família do duque. Na lista de membros da família real convidados, divulgada pelo Palácio de Buckingham, estão ainda: Eduardo (conde de Wessex), Sofia (condessa de Wessex), Jaime (Visconde Severn), Lady Louise Windsor (filha de Eduardo e Sofia), Zara Tindall (filha da princesa Anne), Mike Tindall, princesa Beatrice, Edoardo Mapelli Mozzi, princesa Eugenie, Jack Brooksbank, Lady Sarah McCorquodale (irmã de Diana), Daniel Chatto, Ricardo (duque de Gloucester), Eduardo (duque de Kent), Alexandra de Kent (Lady Ogilvy), Carlos Luís (príncipe herdeiro de Baden) e a condessa de Mountbatten.

Essa também foi a primeira aparição oficial do príncipe Andrew após seu envolvimento no escândalo sexual de Jeffrey Epstein.

O período de luto nacional termina hoje. A família real, porém, cumprirá duas semanas de luto — os membros da realeza comparecerão a compromissos usando faixas pretas. Desde a morte de Philip, as bandeiras estão a meio mastro no Reino Unido. A matriarca da família real, inclusive, já tem data para voltar ao trabalho após a morte de seu marido: 22 de abril.