quinta-feira, 30 junho 2022
PUBLICIDADEspot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioDESTAQUEConta de luz: entenda a cobrança e para onde vai o seu...

Conta de luz: entenda a cobrança e para onde vai o seu dinheiro

 

A conta de luz tem pesado no bolso do brasileiro e essa realidade não deve mudar tão cedo. Em maio, a alta foi de 5,37%, o que correspondeu a 0,23 ponto percentual do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de maio. Em 12 meses, o acumulado está em 8,06%.

E se os brasileiros sentiram o aumento da conta de luz no bolso, a tendência é de piora. Maio foi o mês em que passou a vigorar a bandeira tarifária vermelha patamar 1, que acrescenta R$ 4,169 na conta de luz a cada 100 kWh consumidos ao mês. Mas, neste mês, a tarifa passou a considerar o patamar 2, que adiciona R$ 6,243 na conta para cada 100 kWh.

Ao pagar a conta de luz, o dinheiro do consumidor vai para a distribuidora, que funciona como uma grande arrecadadora. Ela é responsável por repassar parte do valor para toda as empresas da cadeia do setor elétrico e enviar a fatia dos tributos e taxas para União, governos estaduais e prefeituras.

O valor da conta de energia elétrica incorpora os seguintes custos e tributos:

  • Custos de distribuição, transmissão e geração de energia elétrica;
  • Tributos: PIS e Cofins (federais) e ICMS (estadual e que varia entre os estados);
  • Encargos setoriais: utilizados para cobrir os custos do setor elétrico, como subsídio para clientes de baixa renda;
  • Pode ter uma taxa para as prefeituras para a manutenção do sistema de iluminação pública;
  • Bandeira tarifária. Atualmente, está em vigor o patamar 2 da bandeira vermelha, que adiciona R$ 6,243 na conta para cada 100 kWh. “A distribuidora tem dois trabalhos. O primeiro é distribuir energia, e o segundo é que ela funciona como uma grande arrecadadora”, afirma Iuri de Oliveira Barouche, responsável pela regulação da Enel em São Paulo. “Ela arrecada o dinheiro e repassa os recursos para (as empresas de) geração e transmissão.”

Nem todo o valor pago na conta vai de energia para a distribuidora. Em São Paulo, por exemplo, de cada R$ 100 pagos pelo consumidor, R$ 17 ficam com a Enel. Veja como é distribuição:

  • Custo da energia (33,8%);
  • Tributos (25,3%, sendo 20,8% de ICMS e 4,5% de PIS/Cofins);
  • Custo de distribuição (17,4%);
  • Encargos setoriais (13,4%);
  • Custo de transmissão (10,1%).

Veja abaixo mais detalhes da conta de energia:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADEspot_img
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,595SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Inscrições para o Miss Guarulhos 2022 começam nesta quarta-feira

Meninas entre 18 e 25 anos poderão se inscrever a partir desta quarta-feira (29) para concorrer ao Miss Guarulhos 2022, competição promovida pela Prefeitura...
Márcia Taschetti em vídeo

Polícia apura suspeita de rachadinha na Câmara de Guarulhos

A Polícia Civil cumpriu nesta terça-feira um mandado de busca e apreensão no gabinete da vereadora Márcia Taschetti (PP), bem como em sua residência...

Mais de 800 famílias atendidas nos Mutirões do CadÚnico em 2022

Os cinco mutirões do Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), promovidos pela Prefeitura em diversos bairros de Guarulhos, já atenderam 818 famílias ao longo...

Poupatempo realiza amanhã (25) mais uma edição do mutirão para renovação de CNH

Neste sábado (25) o Poupatempo realiza o último mutirão do mês para ajudar os motoristas que tiveram a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) vencida...

Guarulhos recebe oito ambulâncias novas de simples remoção

Oito ambulâncias zero quilômetro de simples remoção foram entregues pelo governo do Estado de São Paulo para Guarulhos na última sexta-feira (24). A entrega...