quinta-feira, 5 agosto 2021
InícioABASTECIMENTOFavo oferece chance de trabalho e renda com venda de produtos de...

Favo oferece chance de trabalho e renda com venda de produtos de supermercados

A Favo é uma empresa de inovação pioneira na implementação na América Latina do community group buy – novo modelo de comércio online de itens de supermercado, baseado em microlocalizações, feito por empreendedores parceiros e através das redes sociais. Tem sido uma oportunidade para pessoas que estão sem emprego, para obter uma renda, praticamente sem sair de casa, e vendendo produtos que todas as famílias têm de comprar: artigos de supermercados.

Ela recebeu aporte de investimentos de R$ 35 milhões de fundos venture capital relevantes, como o GFC (Global Founders Capital) e Elevar Equity. A companhia, que surgiu no Peru em 2019 e desembarcou no Brasil em fevereiro de 2020, já acumula 170 mil pedidos. Para 2021, o cenário continua otimista e a projeção é alavancar o volume de sua receita em, pelo menos, dez vezes. Guarulhos já é uma das cidades atendidas. O programa Pequenas Empresas, Grandes Negócios focalizou a Favos em uma de suas edições.

Por trás da fundação da Favo está Alejandro Ponce, reconhecido empreendedor latino-americano, que com apenas 28 anos foi co-fundador do Nexus Group, fundo de private equity com extenso histórico de investimentos no varejo e mais de US$ 1 bilhão sob gestão. Entre eles, está o Plaza Vea, do Peru, um dos maiores grupos do país no segmento. Mais adiante, juntou-se a ele Marina Proença, empreendedora brasileira da área de tecnologia, tendo já passado por diferentes startups e também conhecida por sua contribuição com conteúdos sobre empreendedorismo na TV.

“A Favo está empoderando comunidades, criando oportunidades em um contexto cada vez mais escasso de trabalho, e revolucionado a forma com que as famílias da América Latina fazem compras de supermercado, ao simplificar a cadeia de suprimentos, usando a tecnologia para conectar empreendedores-líderes das comunidades aos consumidores finais, economizando tempo e dinheiro das pessoas”, ressalta Alejandro Ponce, fundador da Favo.

Bem sucedidos em suas carreiras, eles se uniram nos negócios porque queriam ir além, deixar a sua marca de contribuição na construção de uma sociedade mais justa. Com a Favo, eles querem facilitar o acesso ao e-commerce, principalmente para pessoas que nunca fizeram compras online, e dar oportunidades de geração de renda.

Compras em grupo via redes sociais: tendência em ascensão no varejo global

O modelo da Favo tem como diferencial o comércio online social baseado nas redes de relacionamento das pessoas que vivem em microlocalizações. A ponte entre fornecedores e consumidores finais é feita por intermédio dos empreendedores, utilizando as redes sociais como ferramentas de trabalho.

Os fundadores, porém, reconheceram alguns pontos necessários de adaptação que atendam às realidades de renda, acesso ao crédito e logística locais, além da facilitação de inclusão de clientes e empreendedores ao comércio eletrônico.

Veja como funciona

O grande diferencial está em oferecer itens comuns do atacarejo, facilitando o uso, principalmente, para quem não tem afinidade com a tecnologia – são mais de 1.500 produtos, de 450 marcas conhecidas pelos consumidores – a um preço mais baixo, sem um valor mínimo de pedido, com entrega grátis e no dia seguinte da compra. Os consumidores contam com produtos como frutas, verduras, legumes, básicos, matinais, bebidas, limpeza, higiene pessoal, pet shop, descartáveis e, muito em breve, com refrigerados, que já começou a ser testado desde o ano passado e, ainda em 2021, terá plena oferta de produtos. 

A Favo tem sido uma grande parceira de quem deseja ser empreendedor sem ter de investir dinheiro e oferece um modelo próprio, o que permite conectá-lo a outros potenciais clientes – seja da sua rede de relacionamentos ou vizinhos – e ganhar uma comissão sobre o volume de vendas realizado. Entre as vantagens de ser um empreendedor Favo:

  • Horário flexível e carga administrada pelo próprio empreendedor; 
  • Trabalho de casa;
  • Zero investimento (em nenhum momento dentro do negócio);
  • Itens que as pessoas compram com frequência e de marcas que elas já conhecem;
  • Educação empreendedora voltada para vendas e relacionamento com suporte forte de uma equipe de treinamento (custo zero);
  • Melhora da autoestima: há relatos positivos de empreendedores de que a ocupação e renda gerada pela Favo os ajudaram a lidar com questões emocionais, como a depressão;
  • Facilidade: só é preciso ativar sua rede de contatos pois, os materiais de divulgação são fornecidos diariamente, em diversos formatos, prontos para serem compartilhados com os clientes;

Carol Pais, assistente financeira de uma loja de móveis, mora no Campo Limpo, e começou a empreender na Favo para ter uma renda extra e ajudar no orçamento familiar. Em pouco tempo, o marido dela, Guilherme dos Santos, que era motorista de aplicativo, entendeu que o negócio seria mais lucrativo e começaram a atuar juntos na divulgação e entrega de pedidos de supermercado aos vizinhos. “Desde o terceiro mês, nós conseguimos atingir nosso objetivo e realizamos o sonho de tirar o dinheiro da comissão para pagar a parcela do nosso apartamento”, comemora Carol, empreendedora Favo.

O Click Guarulhos conferiu com uma empreendedora do Macedo

Esta não é uma matéria paga, nem uma reportagem comercial ou informe publicitário. Para evitar que uma publicação no nosso portal pudesse causar algum tipo de prejuízo a alguém, quisemos ouvir alguém da cidade que esteja trabalhando com a Favo. Foi-nos apresentada a jovem publicitária Nicole Souza Piazzon Berlato, residente no Macedo. Ela tem uma pequena agência de comunicação e desejava ter uma renda extra. Começou a fazer contatos pelo grupo de WhatsApp de seu condomínio e logo conseguiu alguns potenciais clientes. Conta que, aos poucos, está aumentando o número de consumidores. Praticamente todos os dias ela envia pedidos, recebe as mercadorias no dia seguinte e alguns clientes vêm retirar em seu apartamento; a outros, ela faz as entregas. Agora, já começa a ter clientes de outros locais, próximos de onde mora.

Pergunto se não é difícil concorrer com os grandes supermercados, que também fazem entregas em domicílio. Ela diz que, quanto aos preços, muitas vezes há ofertas bem interessantes. Como foi aprendendo os hábitos das pessoas, aproveita para informar o que está em promoção. “E tudo muito prático. As pessoas se habituam e passam a comprar praticamente todas as semanas.

Nicole opina que participar da Favo pode ser uma alternativa rentável, principalmente para quem mora em condomínio ou que tenha uma boa rede de relacionamento pela internet. Para ela, tem sido um complemento de renda, mas, para quem tiver tempo e disposição, pode substituir um emprego no qual tivesse de cumprir horário, perder parte do dia em deslocamentos, além do perigo de contaminar-se em ônibus lotados.

Confira outras histórias inspiradoras de empreendedores Favo, neste link

Alexandro e Marina, fundadores da Favo

O acesso é simplificado, sem a necessidade de ocupar a memória do aparelho com o download de aplicativos, por exemplo. Entre os atuais meios de pagamento, estão crédito e também vale-alimentação (por enquanto somente VR Benefícios, mas já em negociação com outras bandeiras).
A Favo também aceita o PIX.

Serviço:

Mercado Favo

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,414SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

EDP leva orientação para bairros de Guarulhos sobre uso eficiente e seguro da energia

Cerca de 3.400 famílias de Guarulhos terão a oportunidade de tirar dúvidas, receber orientações sobre o uso seguro e eficiente da energia elétrica e...

Fóssil de dinossauro é encontrado no interior de SP

Um fóssil, aparentemente de um Titanossauro, foi localizado a poucos centímetros da lateral de um talude, em uma obra rodoviária em Marília, no interior...

Leia entrevista que fizemos com Rebeca quando ela tinha 17 anos

Reproduzimos entrevista concedida pela atleta guarulhense Rebeca Rodrigues Andrade ao jornalista Jônatas Ferreira, com fotos de Marcelo Santos, publicada na revista Weekend de 08...

Butantan recebe insumos para produzir mais 4 milhões de doses da CoronaVac

O secretário da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, a coordenadora do Plano Estadual de Imunização, Regiane de Paula, e o superintendente do Butantan,...

Massami Kishi faz 92 anos e recebe homenagem da Assembleia Legislativa

O fotógrafo japonês Massami Kishi, radicado em Guarulhos e que registrou momentos históricos em várias fases da cidade, completou 92 anos de idade nesta...