segunda-feira, 26 julho 2021
InícioARTEGuarulhos lança nova fase da Escola Viva de Artes Cênicas

Guarulhos lança nova fase da Escola Viva de Artes Cênicas

A Secretaria de Cultura de Guarulhos lançou a nova fase do Programa Escola Viva de Artes Cênicas, iniciativa marcada pela multidisciplinaridade e que conta com profissionais das áreas de dança, teatro e circo. O prefeito Guti, o vice-prefeito e secretário de Cultura, Professor Jesus, e o diretor do Conservatório de Guarulhos, Emiliano Patarra, participaram do evento de lançamento, que aconteceu na manhã desta segunda-feira (19) na sede da Secretaria de Educação com a presença de jornalistas e dos profissionais selecionados para atuação no programa.

“A retomada de nossas vidas em um momento pós-pandêmico com atividades artísticas e culturais é uma forma de dar esperança à população e gerar um sentimento de pertencimento. É por isso que a recriação da Escola Viva de Artes Cênicas vem em um momento bastante oportuno, em que somamos esforços, competências e uma equipe altamente qualificada para levar esse projeto adiante com uma energia contagiante”, celebrou o prefeito.

Os cinco professores contratados por meio de edital de credenciamento da Secretaria de Cultura, Duda Moreno, Dyego Yamaguishi, Luah Guimarãez, Paula Ibañez e Rafael Markhez, foram escolhidos em meio a mais de 90 profissionais inscritos no processo seletivo. Juntos, eles elaboraram o conteúdo programático a ser oferecido pela Escola Viva de forma gratuita aos alunos, um curso livre de formação que une as artes da cena com duração de três módulos: Desvelando Horizontes, que objetiva construir alicerces para a formação do artista, Desbravando Mares, que aprofunda o estudo de linguagens das cenas, suas sobreposições e reverberações, e Construindo Embarcações, com foco na expansão da cena ao explorar caminhos para o processo de criação.

“O que temos aqui com a contratação desses cinco profissionais das artes cênicas é a possibilidade de um processo colaborativo nas áreas de circo, dança e teatro que vai fomentar a pesquisa e a criação, além de formar novos profissionais para que possamos vislumbrar, num futuro não tão distante, ações assertivas de fomento à arte e à cultura”, comentou Professor Jesus.

Expressão, relação, afeto

No dia 26 de julho serão abertas as inscrições para fase de implementação do programa, que neste momento de prevenção à pandemia disponibilizará 32 vagas. Os alunos serão orientados de forma digital, com atividades diárias destinadas ao aprendizado de todas as linguagens do universo das artes cênicas. Informações mais detalhadas sobre as inscrições serão divulgadas oportunamente.

“Essa iniciativa vem se somar a outras da área da cultura, no sentido de olhar para o passado artístico e cultural da cidade, para as ações de relevância e apostar em sua continuidade. É muito importante que possamos retomar as atividades da Escola Viva de Artes Cênicas, pois essa ação vai potencializar ainda mais a produção e o fazer artístico no dia a dia da cidade”, explicou o maestro Emiliano Patarra ao enfatizar que a Escola Viva integra o núcleo formativo do conservatório.

A artista Luah Guimarãez presidiu a mesa de lançamento do programa e representou os artistas selecionados. Ela explicou o modo como o curso foi estruturado tendo em vista as inúmeras possibilidades expressivas, relacionais e afetivas. “Pensamos um curso livre alicerçado na prática em que a formação provenha da experiência e da reflexão a partir de encontros, do diálogo e da interação entre diferentes linguagens que possam oferecer àquele que busca a Escola Viva um desbravamento de suas potencialidades expressivas, ampliando repertórios, cultivando desejos e construindo meios para que a arte possa fluir e fruir em diferentes formatos”.

A seleção dos professores levou em consideração suas trajetórias multidisciplinares, com atuação em áreas que lhes permitiram combinar a música, a dança, o teatro e o circo. Além disso, sua formação sólida e atuação artística permite o olhar de profissionais que não apenas sabem lidar com as questões de formação, mas também vivenciaram a prática artística de forma intensa, o que torna ainda mais latente o caráter vivo desse programa.

Além de suprimir uma lacuna nas atividades de formação artística existente na cidade, a retomada do funcionamento da Escola Viva de Artes Cênicas atende ao Plano Municipal de Cultura aprovado pela Câmara Municipal em março do ano passado, que prevê o desenvolvimento de ações pedagógicas do programa de forma integrada ao Conservatório de Guarulhos. A ação permite que diferentes manifestações das artes do palco estejam representadas no cronograma de atividades de formação oferecidas pelo município.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,400SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Em três meses, mortes por Covid-19 em idosos caem 78,2% em Guarulhos

Os óbitos por Covid-19 entre idosos a partir 70 anos tiveram redução de 78,2% entre março e junho deste ano em Guarulhos, passando de...

Dia dos Avós: exercício físico na terceira idade promove bem estar

Belisário é avô da Luiza, de 8 anos, e do Noah de 1 ano; Alvelina é avó do Eric, de 6 anos; e Anita...

São Paulo suspende vacinação de pessoas com 28 anos

A prefeitura de São Paulo suspendeu a vacinação contra a Covid-19 em pessoas de 28 anos, que aconteceria na próxima semana, por falta de doses.Np domingo (25), em...

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em abril

Trabalhadores informais nascidos em abril recebem hoje (21) a quarta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício tem parcelas de R$ 150...

STF mantém condenação do ex-governador do Rio Wilson Witzel

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, rejeitou o pedido ajuizado pelo ex-governador do Rio Wilson Witzel e manteve o resultado...