quarta-feira, 22 setembro 2021

Museu da Língua Portuguesa é reinaugurado quase seis anos após incêndio

O Museu da Língua Portuguesa foi oficialmente reinaugurado neste sábado (31), seis anos depois de um incêndio em 2015 que destruiu parte do prédio.

Um dos primeiros museus totalmente dedicados a um idioma, ele é localizado na Luz, região central de São Paulo, cidade que tem o maior número de falantes do português no mundo. São 260 milhões de falantes dessa língua em todo o planeta.

A visita neste sábado foi apenas para convidados, mas a partir de domingo (1º) o museu será aberto ao público

Por causa da pandemia de Covid-19, o museu foi reaberto com protocolos além do cerimonial que cerca as autoridades. Todos os convidados foram testados antes de entrar no museu, as portas foram mantidas abertas e as cadeiras foram afastadas para garantir o distanciamento social.

Na cerimônia oficial de reinauguração o Hino Nacional Brasileiro e o Hino de Portugal foram cantados por Fafá de Belém.

Estiveram presentes representantes de países que falam a língua portuguesa como o ministro da Cultura de Angola, e os presidentes de Cabo Verde e Portugal.

O museu recebeu a Ordem de Camões, concedida pelo governo português a pessoas e instituições que prestem serviços relevantes à língua portuguesa. O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, discursou durante a cerimônia.

“Seis anos volvidos, aqui viemos para não esquecer as cinzas do passado, mas para a partir delas construirmos o futuro. (…) Essa é uma celebração do futuro, o nosso futuro, o futuro da nossa língua em comum”, afirmou.

O presidente de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, também discursou durante a cerimônia.

“Língua que nos une a todos que foi sendo recriada através de muitas falas, diferentes sotaques.”

Os ex-presidentes Michel Temer (MDB) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) também discursaram no evento. O governo federal não mandou representante.

O prefeito da capital Ricardo Nunes (MDB) e o governador do estado João Doria (PSDB) também compareceram. Durante seu discurso, Doria salientou que o museu voltou ampliado com mais recursos e tecnologia.

Por causa da pandemia, as visitas estão restritas a grupos de 40 pessoas a cada 45 minutos. Os ingressos podem ser comprados pela internet com dia e horário agendados. Os visitantes vão receber um chaveiro touch screen para evitar o toque das mãos nas telas interativas. O uso de máscara é obrigatório.

Aos sábados a visita é gratuita, mas também precisa ser agendada. Nos outros dias, o ingresso custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

A reconstrução do Museu da Língua Portuguesa é uma realização do Ministério do Turismo e do Governo de São Paulo, concebida e implantada pela Fundação Roberto Marinho. Tem como patrocinador master a EDP e patrocinadores o Grupo Globo, o Grupo Itaú Unibanco e Sabesp, todos por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Serviço

Museu da Língua Portuguesa

  • Onde: Praça da Luz
  • Quando: de terça-feira a domingo, das 9h às 16h30. Quem entrar nesse horário último horário pode ficar até as 18h.
  • Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada).
  • Aos sábados, a visitação é grátis. Crianças até 7 anos não pagam.
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,440SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Comissão da Câmara aprova projeto que estende a desoneração da folha de pagamento até...

Nesta quarta-feira (15), a Comissão de Finanças e Tributação da Câmara aprovou o projeto que estende a desoneração da folha de pagamento até 2026. O...

Semana do Conhecimento tem mais de 100 projetos inscritos em sua 5ª edição

A Semana do Conhecimento 2021 contará com a apresentação de 112 projetos relacionados à ciência, educação, tecnologia, inovação e empreendedorismo. Os trabalhos selecionados e...

Teatro Escola 360 oferece aulas para pessoas com síndrome de Down

O CEU Continental está com vagas abertas para o projeto Down em Cena, que busca por meio do teatro incluir e desenvolver as habilidades...

CPI da Covid vai denunciar Bolsonaro ao Tribunal Penal Internacional

A CPI da Covid vai encaminhar ao Tribunal Penal Internacional (TPI), em Haia, na Holanda, cópia do seu relatório final, denunciando o presidente Jair Bolsonaro por...

Calor excessivo provoca queixas na EPG Mário Lago

A EPG Mário Lago é uma das poucas escolas que ainda funciona em construções de emergência, conhecidas como "escolas de lata".Recebemos queixas quanto à...