PUBLICIDADE
InícioDESTAQUEEUA interceptam foguetes lançados contra o aeroporto de Cabul

EUA interceptam foguetes lançados contra o aeroporto de Cabul

Publicado em
PUBLICIDADE

Nesta segunda-feira (30), o sistema de defesa antimísseis dos Estados Unidos interceptou cinco foguetes lançados contra o aeroporto de Cabul, capital do Afeganistão

O presidente norte-americano Joe Biden foi avisado sobre a tentativa de ataque, que não interrompeu as operações no aeroporto.

 

Foguetes também atingiram blocos de apartamentos residenciais em um bairro próximo, segundo a agência de notícias Associated Press. Eles caíram em Salim Karwan, bairro a cerca de 3 km do aeroporto, disseram testemunhas à agência.

O Estado Islâmico assumiu responsabilidade pelos ataques, segundo a agência Reuters. “Pela graça do Deus Todo-Poderoso, os soldados do Califado atacaram o aeroporto internacional de Cabul com seis foguetes Katyusha”, disse o grupo em uma rede social.

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, disse em um comunicado que Biden “reafirmou sua ordem para que os comandantes redobrem seus esforços para priorizar o que precisa ser feito para proteger as forças no solo”.

Os EUA correm contra o tempo para concluir a operação de retirada de tropas e de aliados do Afeganistão até amanhã, terça-feira (31), quando acaba o prazo estipulado por Biden.

Até o momento, 114 mil pessoas foram evacuadas e ao menos 4 mil militares ainda estão no Afeganistão.

Ataque aéreo com drone

No domingo (29), os EUA fizeram um ataque aéreo com drone contra integrantes do Estado Islâmico-Khorasan, braço afegão do grupo terrorista. Um carro que levava um homem-bomba ao aeroporto foi atingido.

Uma fonte do governo americano disse que o drone era pilotado por agentes que não estavam no Afeganistão e que explosões secundárias após o ataque provam que o homem-bomba levava uma grande quantidade de material explosivo.

O Talibã é inimigo do Estado Islâmico no Afeganistão e confirmou que o ataque dos EUA atingiu um homem-bomba que estava em um carro e que ele pretendia fazer um atentado no aeroporto de Cabul.

Um porta-voz do comando central dos EUA, o capitão Bill Urban, afirmou que os militares ainda estão tentando descobrir se o ataque matou algum civil e que, por enquanto, não há evidência disso.

Mais de 180 mortos em atentado

Mais de 180 pessoas morreram em um atentado terrorista no aeroporto de Cabul na quinta-feira (26), em um ataque que foi reivindicado pelo braço afegão do Estado Islâmico.

A primeira resposta dos EUA veio no sábado (28): dois integrantes do Estado Islâmico-Khorasan foram mortos e um ficou ferido em um ataque com drone. Militares americanos dizem que os três estavam envolvidos no planejamento e execução do atentado suicida no aeroporto.

No mesmo dia, Biden, alertou que um novo ataque ao aeroporto seria “muito provável” nas “próximas 24 a 36 horas” (o que não acabou não ocorrendo) e que o bombardeio “não seria o último” (promessa cumprida com o ataque de domingo).

“A situação no local continua extremamente perigosa e a ameaça de um ataque terrorista no aeroporto continua alta”, escreveu o presidente, em um comunicado, após se reunir com seus conselheiros militares e de segurança.

Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE