quarta-feira, 22 setembro 2021
InícioABASTECIMENTOMinistério da Agricultura confirma casos atípicos de ‘mal da vaca louca’ em...

Ministério da Agricultura confirma casos atípicos de ‘mal da vaca louca’ em MT e MG

A Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou nota de esclarecimento neste sábado, 4, confirmando a ocorrência de dois casos atípicos de encefalopatia espongiforme bovina (EEB) , doença conhecida como o “mal da vaca louca”. Os animais estavam em frigoríficos de Nova Canaã do Norte (MT) e de Belo Horizonte (MG).

Segundo esclarece o texto do Mapa, os casos atípicos da doença ocorrem de maneira espontânea e esporádica e não estão relacionados à ingestão de alimentos contaminados. O ministério informa que todas as ações sanitárias de mitigação de risco foram concluídas antes mesmo da emissão do resultado final pelo laboratório de referência da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), em Alberta, no Canadá. Dessa forma, conclui, não há risco para a saúde humana e animal.

Os dois casos de mal da vaca louca – um em cada estabelecimento – foram detectados durante a inspeção ante-mortem (com os animais ainda vivos). Tratam-se de vacas de descarte, que apresentavam idade avançada.

Esses seriam são o quarto e quinto casos de EEB atípica registrados em mais de 23 anos de vigilância para a doença. O Brasil nunca registrou a ocorrência de caso de EEB clássica.

OIE e China

O Mapa também informa que, após a confirmação, ocorrida nesta sexta-feira, 3, no Canadá, o Brasil notificou oficialmente a OIE, conforme preveem as normas internacionais.

No caso da China, em cumprimento ao protocolo sanitário firmado entre o país e o Brasil, ficam suspensas temporariamente as exportações de carne bovina (veja ofício abaixo). A medida, que passa a valer a partir deste sábado, se dará até que as autoridades chinesas concluam a avaliação das informações já repassadas sobre os casos.

O texto da nota esclarece ainda que a OIE exclui a ocorrência de casos de EEB atípica para efeitos do reconhecimento do status oficial de risco do país. Assim, o Brasil “mantém sua classificação como país de risco insignificante para a doença, não justificando qualquer impacto no comércio de animais e seus produtos e subprodutos”, informa o ministério.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,441SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Fiocruz recebe lote de IFA para produção de vacinas

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) recebeu mais uma remessa de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA). O lote chegou ao Aeroporto Internacional Tom Jobim- RIOGaleão, na...

Click Guarulhos explica como retirar certidão de antecedentes criminais

A Polícia Federal (PF) oferece gratuitamente a emissão da certidão de antecedentes criminais. O documento é necessário para que o cidadão possa comprovar que...

Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 8,35%

A previsão do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do país, subiu, novamente, de...

Prefeitura inicia organização da 1ª Semana dos Direitos Humanos

As secretarias de Direitos Humanos (SDH) e de Educação de Guarulhos promoveram na manhã desta quinta-feira (16) a primeira reunião com a sociedade civil para...

Prefeitura celebra o início da primavera com atividades para o público em geral

Nesta terça-feira (21) a Secretaria de Meio Ambiente de Guarulhos retomou as trilhas no Bosque Maia, ação monitorada pelos biólogos da educação ambiental que visa...