Estado de SP usará Pfizer para quem tem 2ª dose de AstraZeneca atrasada

Foto: REUTERS/Dado Ruvic

O estado de São Paulo vai vacinar com Pfizer as pessoas que estão com a segunda dose da AstraZeneca em atraso, informou a Secretaria de Estado da Saúde nesta sexta-feira (10). Podem se vacinar aqueles que estiverem com a dose vencida entre os dias 1 e 15 de setembro.

O governo atribuiu a medida ao que chamou de “apagão” do Ministério da Saúde, que deixou de enviar cerca de um milhão de doses ao estado no mês de setembro.

Em nota a secretaria informa que entregará aos municípios 400 mil doses extras de Pfizer que chegaram nos últimos dias e serão remanejadas para suprir o atraso. As prefeituras estão autorizadas a aplicar vacinas da Pfizer que tiverem no estoque.

No texto, o órgão afirma que a expectativa é que a situação seja regularizada nos próximos dias com o envio de novas doses. 

A troca das vacinas é chancelada pelo Comitê Científico do Governo do Estado e pelo PEI (Plano Estadual de Imunização), que embasaram a decisão em estudos da Organização Mundial de Saúde e orientações do Ministério da Saúde. A decisão também foi aprovada pelo Cosems (Conselho dos Secretario Municipais de Saúde de São Paulo).