sábado, 4 dezembro 2021
- PUBLICIDADE -
InícioAVIAÇÃOVoos domésticos atingem 80% de nível pré-pandemia

Voos domésticos atingem 80% de nível pré-pandemia

Os voos domésticos já recuperaram 80% dos níveis de passageiros que havia antes da pandemia de covid-19 no Brasil, segundo o ministro do Turismo, Gilson Machado. Machado disse que a companhia aérea Azul já até superou seus números pré-pandemia.

“O hub de Recife, por exemplo, já está com 115% de fluxo aéreo. A gente vê também as reservas nos hotéis no final do ano, não tem mais hotel praticamente no Nordeste brasileiro, nos endereços de ecoturismo, no Natal Luz de Gramado e Canela”, afirmou o ministro.

Os voos internacionais, no entanto, ainda estão longe da recuperação. De acordo com Machado, as ligações aéreas com o exterior movimentam atualmente apenas 30% dos passageiros de antes da covid-19.

Gilson Machado chegou a Dubai com a mensagem de que pretende ampliar o número de turistas internacionais que viajam ao Brasil e aumentar os investimentos estrangeiros na infraestrutura de turismo do país. Ele acredita que depois da pandemia, muitos vão querer ter contato com a natureza, que seria um forte ativo brasileiro.

Mas, para isso, seria preciso investir na promoção do Brasil no exterior. “Estamos lutando por recursos para isso, porque a briga pelo turista internacional é briga de cachorro grande. O turismo é dinheiro na veia da economia. A gente vê hoje um país como o México, que tem US$ 500 milhões para divulgar seu país lá fora. Por isso que o México recebe praticamente quase dez vezes mais turistas estrangeiros que o Brasil. Nós estamos lutando junto com o Congresso Nacional, para que a Embratur tenha mais recursos”, acrescentou.

A meta é atingir um patamar de 12 milhões de visitantes internacionais, o dobro do recorde já registrado no país, que foi atingido em 2018, com 6,62 milhões. Nos dois anos anteriores, os números também ficaram próximos de 6,6 milhões. Em 2019, se esperava bater a marca de 7 milhões, devido à isenção de vistos para americanos, canadenses, japoneses e australianos.

Segundo o ministro, no entanto, a crise econômica na Argentina, principal emissor de turistas para o Brasil, representando mais de um terço do total, frustrou as expectativas, e o Brasil recebeu apenas 6,35 milhões de visitantes internacionais.


*Com informações da Agência Brasil

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,497SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Parceria em educação ambiental move projetos em escolas municipais

No encerramento das ações do curso Água, Cuidar para não Faltar nesta quinta-feira (2) foi realizado o Prêmio Inovat de Educação Ambiental, uma parceria da...

Inscrições para matrícula da rede pública estadual começam na próxima segunda (6)

Começa na próxima segunda-feira (6) novo período de inscrição para matrícula nas escolas estaduais, com ingresso em 2022. O processo se destina aqueles que...

Prazo para solicitar reaplicação do Enem termina hoje

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021, que deixaram de fazer o exame por motivo de doença infectocontagiosa ou por problema...

Prorrogadas as inscrições para ingresso nas Etecs e Fatecs no primeiro semestre de 2022

O prazo para inscrição no Vestibulinho das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) e no Vestibular das Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs), para o primeiro...

Guarulhos recebe primeira ambulância veterinária para atender cães e gatos

A Prefeitura de Guarulhos recebeu nesta segunda-feira (29) a primeira ambulância veterinária da história do município. O veículo foi entregue pelo prefeito Guti ao secretário...