sexta-feira, 1 julho 2022
PUBLICIDADE
InícioDESTAQUEVale a pena usar cartão de crédito para pagar conta de água...

Vale a pena usar cartão de crédito para pagar conta de água e luz?

 

A Enel Distribuição São Paulo, que atende consumidores de energia elétrica S.Paulo e outras cidades, começou a aceitar cartão de crédito para o pagamento das contas de energia a partir deste mês. A modalidade já vem sendo utilizada por consumidores para quitar débitos de água e de telefone.

Usar o cartão de crédito para pagar contas de água, luz e telefone vale a pena? O que dizem os especialistas?

“A modalidade é boa para ajudar o consumidor que precisa ganhar um tempo para pagar as contas essenciais e evitar cortes das concessionárias. Porém, se o consumidor perceber que não vai conseguir quitar a fatura, ele deverá buscar alternativas mais baratas de crédito, como empréstimo pessoal, para não entrar no rotativo”, opina Miguel José de Oliveira, diretor-executivo da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças.

Para Miguel Oliveira utilizar o cartão de crédito para pagar contas essenciais não é um problema. A modalidade, segundo ele, é usada no mundo inteiro também para essa finalidade.

“O grande problema é não pagar a fatura na data de vencimento e entrar no crédito rotativo, que opera com juros elevados, 13% ao mês”, alerta Oliveira.

A recomendação é: “Use o cartão de crédito para pagar contas de água, luz e telefone, mas apenas se você tem a garantia de que vai pagar a fatura inteira em dia”.

Juliana Inhasz, professora de economia do Insper (Instituto de Ensino e Pesquisa), acredita que essa possibilidade de pagamento é interessante para quem gosta de se programar, mas exige cautela.

“Muita gente pode usar essa possibilidade para postergar pagamentos e acabar gerando uma bola de neve e se endividando. Considerando os elevados juros, se não houver o pagamento, as pessoas vão ver contas essenciais subirem de valor efetivo de forma rápida”, Juliana Inhasz. 

A professora frisa que “particularmente não acha uma boa ideia passar contas de consumo no crédito considerando o consumidor mediano”.

A maior parte dos brasileiros não tem controle nem salário elevado garantido que façam essa opção ser uma garantia de pagamento sem juros elevados”, diz.

*Com Informações do R7

PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,596SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

FGTS terá novo saque liberado em julho com valor de até R$ 3.900

Agora em julho, a Caixa Econômica Federal vai disponibilizar aos trabalhadores uma nova rodada de saque do Fundo de Garantia do Tempo de...

Universidade UNG abre inscrições para atendimento jurídico gratuito

A Universidade UNG está com 200 vagas abertas para quem precisa de atendimento jurídico. Os serviços gratuitos do Escritório de Assistência Jurídica (EAJ) são...

Quina de São João terá premiação recorde de R$ 200 milhões

Com a premiação estimada em mais de R$ 200 milhões, a Quina de São João 2022 (concurso número 5.581) será sorteada hoje (25), em...

Greve de ônibus: Operação dos trens do metrô e da CPTM é reforçada

Nesta quarta-feira (29) a STM (Secretaria dos Transportes Metropolitanos) reforçou a operação dos trens do metrô e da CPTM para tentar minimizar os impactos...

Lei que devolve PIS/Cofins cobrado na conta de luz é sancionada

Os consumidores de energia elétrica terão aumentos menores nas contas de luz. O presidente Jair Bolsonaro sancionou, sem vetos, a Lei 14.385, publicada na...