terça-feira, 30 novembro 2021
- PUBLICIDADE -
InícioDIREITOS HUMANOSUniversitária guarulhense concorre a Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos

Universitária guarulhense concorre a Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos

O estudo “Direito à educação e emancipação juvenil na cidade de Guarulhos: um olhar sob a perspectiva da desigualdade racial” trata da aplicação das políticas públicas educacionais no contexto de desigualdade racial em que estão inseridos os jovens negros e periféricos.

De autoria da universitária guarulhense Rafaela Clice Ribeiro, o trabalho concorre na categoria Trabalhos Acadêmicos no 10º Prêmio AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos. A divulgação dos vencedores acontecerá em 8 de novembro em solenidade no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ).

“O desenvolvimento desse trabalho foi importantíssimo para que eu levantasse os dados necessários para corroborar com uma realidade tão vívida e pouco falada na academia: a insuficiência de promoção de políticas públicas emancipatórias à população juvenil negra e periférica da cidade, lugar de onde falo e onde venho. Por meio desse trabalho tentei voltar a atenção para um dos lugares essenciais para o desenvolvimento de uma cultura antirracista e igualitária”, diz Rafaela Clice Ribeiro, estudante de direito.

A inscrição selecionada pelos jurados da categoria busca a efetiva promoção do protagonismo e da emancipação social e política da juventude negra brasileira.

Saiba mais sobre o projeto aqui.

Prêmio

Os primeiros lugares de Práticas Humanísticas, Reportagens Jornalísticas e Trabalhos Acadêmicos receberão, cada um, R$ 15 mil; os segundos, R$ 10 mil; os terceiros, R$ 5 mil.

Os três primeiros colocados ganharão troféus. Os demais finalistas serão homenageados com Menções Honrosas. Na categoria Trabalhos dos Magistrados, os três primeiros colocados receberão troféus, sem premiação em dinheiro.

O Troféu Hors Concours será destinado, post mortem, à juíza Viviane Vieira do Amaral, vítima de feminicídio às vésperas do Natal de 2020.

Criado em 2012, o AMAERJ Patrícia Acioli de Direitos Humanos é um prêmio que celebra a memória da juíza Patrícia Acioli. Titular da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, ela foi morta em 2011, em Niterói, por policiais militares.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,495SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Presidente diz que Brasil e o mundo não aguentam um novo lockdown

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (26) que o Brasil e o mundo não aguentam um novo lockdown, ao comentar sobre a possibilidade da chegada...

STF julga exigência de comprovante de vacina por empresas

O Supremo Tribunal Federal (STF) inicia nesta sexta-feira (26) o julgamento da portaria do Ministério do Trabalho que proíbe a exigência do comprovante de...

VII Conferência Municipal de Cultura reúne agentes culturais, instituições e autoridades

No último sábado (27) a Prefeitura de Guarulhos promoveu a VII Conferência Municipal de Cultura no Salão de Artes do Adamastor. A abertura do evento contou com as...

Covid-19: Reino Unido confirma dois casos de ômicron

O Reino Unido registrou dois casos da nova variante ômicron, disse o ministro da Saúde, Sajid Javid, neste sábado (27), segundo agências internacionais. "Na noite...

Food Truck do Bem chega ao Jardim Bananal

Moradores do Jardim Bananal em situação de vulnerabilidade social contam desde esta segunda-feira (29) com o Food Truck do Bem, estacionado na EPG Álvaro Mesquita...