quarta-feira, 26 janeiro 2022
InícioCIDADEEstação Vila Sônia, da Linha 4-Amarela, é inaugurada

Estação Vila Sônia, da Linha 4-Amarela, é inaugurada

 

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), inaugurou na manhã desta sexta-feira (17) a estação Vila Sônia da Linha 4-Amarela do Metrô. A obra, que foi entregue com 7 anos de atraso, deve receber 86 mil passageiros por dia.

Com previsão de entrega para 2014, o complexo Vila Sônia, formado por um terminal de ônibus, um pátio de manobras e uma estação de metrô, já recebeu um investimento de R$ 2,1 bilhões.

Essa foi a última estação a ficar pronta na Linha 4-Amarela e será operada pelo consórcio ViaQuatro. Com o novo trecho de 1,5 km, a estação vai ligar a Vila Sônia, na Zona Sul, com a Luz, na região central. E a linha 4-Amarela passa a ter 11 estações. De acordo com o governo do estado, existe um projeto para estender a linha até Taboão da Serra, na Grande São Paulo.

A estação Vila Sônia vai funcionar a partir deste sábado (18) em esquema de operação assistida, com horário reduzido. A circulação dos trens vai funcionar entre 10h e 13h, sem cobrança de tarifa. Após o período de testes, cuja duração ainda não foi definida, a operação será ampliada gradativamente, para funcionar diariamente das 4h40 à 0h, dentro do padrão do restante da rede do Metrô.


Esse formato é chamado de Operação Assistida, executada com objetivo de aperfeiçoar o funcionamento de equipamentos e sistemas da estação e do novo trecho da linha. A operação será ampliada gradativamente, para funcionar diariamente das 4h40 à 0h00, dentro do padrão do restante da rede do Metrô.

A nova estação é composta por uma estação de metrô subterrânea e um terminal de ônibus urbanos intermunicipais e municipais.

Linha 4-Amarela
Projetada para ser implantada em fases, a Linha 4-Amarela está em operação desde 2010 e já transportou mais de 1,5 bilhão de pessoas. A linha, que é construída pelo Metrô de São Paulo e administrada e operada pela concessionária ViaQuatro, permite a conexão com seis linhas da rede sobre trilhos de São Paulo, em quatro estações. Por ela, já chegaram a passar 750 mil pessoas por dia útil (período pré-pandemia).
A segunda fase de implantação da linha compreendeu a construção das estações Fradique Coutinho, Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire, São Paulo-Morumbi e a recém-aberta Vila Sônia; além do terminal de ônibus Vila Sônia. Também fez parte do projeto a complementação do Pátio de Manutenção da Vila Sônia, além da compra e instalação das portas de plataforma e dos sistemas de alimentação elétrica, auxiliares e de telecomunicações.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
2,828SeguidoresSeguir
1,508SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

AGU: mais de 57 mil menores receberam vacina errada contra covid-19

Em meio à campanha de vacinação contra a covid-19, 57.147 crianças e adolescentes em todo o país foram imunizados com doses para adultos não autorizadas...

CBF exigirá vacinação completa de atletas para competições nacionais

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou nesta sexta-feira (21) a nova edição do Guia Médico de Medidas Protetivas para o Futebol Brasileiro. A principal...

Adiada a estreia do espetáculo “Procuro o Homem da Minha Vida, Marido Já Tive”

A comédia “Procuro o Homem da Minha Vida, Marido Já Tive” tem estreia nacional em São Paulo transferida do dia 28 de janeiro...

Parthenon oferece desde o Maternal até o Ensino Médio

O Colégio Parthenon completou 42 anos de atividades, tendo duas unidades no Bom Clima e outras duas na Vila Augusta. “Para nós, ensinar é...

Com conta de luz mais cara, consumidores procuram novas soluções

Se os aumentos gerais nos preços em 2021 causaram problemas para o bolso do brasileiro, a perspectiva para 2022 não é muito animadora. Segundo...