sábado, 28 maio 2022
- PUBLICIDADE -
InícioDESTAQUECâmara voltará a adotar trabalho remoto até o carnaval para evitar 'nova...

Câmara voltará a adotar trabalho remoto até o carnaval para evitar ‘nova onda’ de Covid, diz Lira

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), anunciou nesta segunda-feira (17) que a Câmara voltará ao modelo remoto de trabalho em razão do aumento no número de novos casos de Covid no país, nas últimas semanas. A medida, a princípio, vai durar até o carnaval.

As infecções pela variante ômicron fizeram a média móvel de casos no Brasil subir mais de 600% desde dezembro. Um ato regulamentando a volta do trabalho remoto deve ser publicado ainda nesta segunda.

“Trabalho remoto até o Carnaval. Medida necessária até vencermos esta nova onda. Também vai nos ajudar na melhor aplicação dos recursos públicos”, disse Lira em uma rede social.

“Tarifas aéreas estão altíssimas e a flexibilidade nas remarcações só acontece quando é do interesse das companhias”, acrescentou o presidente da Câmara.

Alguns parlamentares, como o deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR) e o líder da oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ), testaram positivo para a Covid durante o recesso.

O Congresso está em recesso legislativo até o fim do mês, mas há profissionais de áreas técnicas e administrativas que seguem trabalhando presencialmente.

Votação remota

Durante a fase mais aguda da pandemia, os parlamentares eram autorizados a registrar presença e votar pelo aplicativo da Câmara, sem precisar comparecer à Casa.

Com o retorno dos trabalhos presenciais em outubro do ano passado, os deputados foram obrigados a registrar presença em pontos da Câmara, embora continuasse autorizada a votação pelo aplicativo.

Exceções à regra só eram permitidas para gestantes e parlamentares que comprovassem alguma comorbidade. Os casos eram analisados pela Mesa Diretora da Câmara.

Senado mantém semipresencial

A assessoria do Senado informou que seguem em vigor as mesmas regras de funcionamento da Casa que valeram no ano passado.

As sessões deliberativas acontecem no formato semipresencial, com a possibilidade de votação e participação nos debates de forma remota.

Nos casos de votações secretas, de análise de autoridades, por exemplo, são realizadas as semanas de “esforço concentrado” com a colocação de urnas do lado de fora do plenário e na Chapelaria, uma das entradas do Congresso. Nas votações secretas, por questões de segurança, os senadores precisam comparecer ao Senado.

- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,574SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

CPTM abre licitação para obras na Plataforma do Expresso Aeroporto, na Luz

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) publicou na edição desta terça-feira (24/05) do Diário Oficial do Estado de São Paulo o edital para...

INSS paga a segunda parcela do 13º salário a partir desta quarta

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar nesta quarta-feira (25) os valores da segunda parcela do décimo terceiro salário de aposentados...

Abertas as inscrições para o Encontro Lixo Zero Melhores Práticas Guarulhos

Até as 23h59 do próximo dia 5, no link bit.ly/3NsAAar, estão abertas as inscrições para o Encontro Lixo Zero Melhores Práticas Guarulhos. O evento...

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio acumulado em R$ 65 milhões

As seis dezenas do concurso 2.484 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço da Sorte, localizado na Avenida Paulista, nº...

Anvisa pede uso de máscara para adiar chegada da varíola dos macacos

Diante do aumento no número de casos da varíola de macaco, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu nota reforçando a necessidade de...