PUBLICIDADE
InícioCIDADETarde confusa nesta terça em Vila Galvão com suposto arrastão

Tarde confusa nesta terça em Vila Galvão com suposto arrastão

Publicado em
PUBLICIDADE

As informações são extraoficiais e até certo ponto desencontradas. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram pessoas correndo nas proximidades do lago da Vila Galvão, o popular lago dos Patos.

Segundo comentários, jovens que participam de um rolezinho atrás do teatro Nelson Rodrigues estariam se aproveitando da aglomeração para furtar aparelhos celulares.

 

Uma ação da Guarda Civil Municipal dispersou os que estavam no rolezinho, pois estaria havendo um arrastão. Nos vídeos, ouvem-se disparos, provavelmente de bombas de efeito moral. Não foram obtidas respostas oficiais quanto a supostas detenções de frequentadores que teriam sido flagrados cometendo ilícitos.

O Click apurou informalmente que pouco após as 15h o Canil da GCM foi informado da aglomeração nas proximidades do teatro e que estava havendo furtos de celulares. Eram vários grupos e, com o início da chuva, começou a haver brigas entre eles, o que exigiu a intervenção dos guardas. Com o tumulto, foram utilizados disparos de elastômeros pelas guarnições da Romu (Rondas Municipais).

Segundo nos foi informado, a PM apenas acompanhou, mas não participou das intervenções. Não há menção a feridos, nem dados oficiais sobre detenções.

O fato é que a movimentação tirou o sossego das famílias que costumam passear no entorno do lago e prejudicou o comércio, cujos clientes ficaram assustados com a bagunça reinante.

Bem perto dali, na avenida Francisco Conde, a popular “20 Metros”, pessoas praticavam caminhada e corrida, sem imaginar o que estava acontecendo nas proximidades. Bares com música estavam lotados.

Nas redes sociais, os comentários dividem-se entre cumprimentos à PM e à GCM pela atitude, pois a parte detrás do teatro está servindo para tráfico de drogas, que precisa ser combatido; e em críticas, já que, na opinião de alguns, os jovens estavam apenas se divertindo; outros reclamam porque as polícias só agem na região da Vila Galvão, enquanto na periferia pancadões perturbam a população e não adianta chamar a Polícia, que não aparece, segundo essas queixas. Graco Neves, da Associação dos Comerciantes do Lago dos Patos, afirma que a GCM faz um bom trabalho, mas falta efetivo e equipamentos para dar conta de fiscalizar todo o movimento do entorno.

NEM FERIDOS, NEM DETIDOS

Consultada a respeito da atuação da Guarda Civil Municipal em um tumulto ocorrido na tarde de terça-feira nas proximidades do lago de Vila Galvão, a Assessoria de Imprensa da Prefeitura respondeu:

“A Guarda Civil Municipal (GCM) de Guarulhos precisou intervir para interromper um tumulto e brigas generalizadas no Lago dos Patos, na Vila Galvão, na tarde de terça-feira (1). Segundo apurado pelos agentes, um “rolezinho” foi agendado pelas redes sociais no local e centenas de pessoas compareceram ao evento. Em determinado momento, houve um desentendimento entre alguns dos envolvidos, o que causou correria e brigas. Os agentes também receberam denúncias de arrastões e furtos de celulares. Para conter o tumulto e impedir que as brigas continuassem, a GCM dispersou os participantes com artefatos de efeito moral. A situação foi controlada no início da noite e não houve detidos ou feridos.”

Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE