segunda-feira, 8 agosto 2022
PUBLICIDADE
InícioCANAISMEIO AMBIENTESão Paulo terá a 1a. Bienal do Lixo em maio

São Paulo terá a 1a. Bienal do Lixo em maio

 

De 26 de maio a 5 de junho será promovida, no Parque Villa Lobos, em São Paulo, a primeira edição da Bienal do Lixo. É um projeto cultural que tem a arte como meio de dialogar com as relações do homem com o meio ambiente. Reunirá obras de arte feitas a partir de material de descarte, intervenções artísticas, oficinas, mostra de cinema, palestras e painéis sobre o tema, sendo o projeto totalmente gratuito e acessível para pessoas com deficiências.

Inspirada em uma corrente artística mundial inovador, que foi impulsionada pelos problemas ambientais da atualidade, a Bienal do Lixo não se limita em incluir o meio ambiente em suas criações, mas o converte na própria obra para promover a conscientização sobre a preservação do planeta.

O projeto é realizado pela Secretaria Especial de Cultura do Ministério do Turismo, juntamente com as agências culturais La Mela e Usina, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Obras a serem expostas

A Bienal do Lixo ocupará uma área de 3 mil m2 no Parque Villa Lobos, onde serão instaladas obras de artistas que têm o material de descarte como base para seu trabalho criativo e cujas obras são exemplos de transformação. Nessa área também serão montados seis domos de 78 m2 cada, onde serão exploradas todas as vertentes sobre o tema.

Dentre os artistas escolhidos para apresentar obras sobre o tema estão: Bordalo II, Jota Azevedo, Carmem Seibert, Jorge Soliano, Rafael Zaca, Valter Nu, Leo Piló, Afonso Campos, Ubiratan Fernandes e Edismar Arruda.

Haverá outras atividades, como oficinas artísticas e painéis de diálogos, nos quais as empresas e organizações apresentarão ao público como vêm investindo em novos processos e modelos de negócios sustentáveis para reduzir o impacto ambiental. Uma Mostra de Cinema exibirá filmes sobre arte, meio ambiente e sustentabilidade, na biblioteca do parque.

Os Painéis de Diálogos abordarão temas como logística reversa, economia circular, consumo consciente, educação ambiental, energias renováveis, gestão de resíduos e outros assuntos que possam colaborar com os rumos da política ambiental no país, tendo sempre a arte como fio condutor, com a participação de artistas, agentes culturais, autoridades, jornalistas, cientistas, empresas, profissionais da área e ambientalistas.

Contrapartida social começa em 15 de abril

Além do evento no parque, a Bienal do Lixo executará uma contrapartida social para a comunidade: um ciclo de oficinas e palestras de “Arte pela Consciência” em escolas públicas da capital paulista, para estudantes e professores, e ocorrerá no período de 15 a 20/04 e de 15/06 a 20/07, sendo esta segunda fase após a Bienal, para medir o alcance da ação. No total, serão 16 oficinas e 8 palestras, incluindo escolas de educação especial. É a arte como veículo de transformação social onde mais de 170 horas de transmissão de conteúdo e aprendizado beneficiará mais de 5 mil pessoas.

Antigo lixão clandestino

O Parque Villa Lobos, escolhido para sediar a Bienal do Lixo, é um exemplo de transformação e recuperação da paisagem urbana. A área de 732 mil m2 onde está instalado já foi um lixão clandestino, que recebia entulho, resíduos da construção civil, material dragado do Rio Pinheiros, restos de lixo do Ceagesp e de 80 famílias que ali residiam de forma bastante precária. O projeto de recuperação ambiental resultou na remoção de 500 mil m³ e movimentação de 2 milhões de m³ de entulho e terra para acerto das elevações existentes e o Parque foi inaugurado em 1994 depois de amplo projeto urbanístico. “O local para a Bienal do Lixo não poderia ser mais pertinente. Mostra que é possível transformar”, finaliza Rita Reis, gestora do evento.

Patrocínios

O projeto está sendo executado pelas agências La Mela e Usina, a partir de um projeto incentivado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura, do Ministério do Turismo do Governo Federal, patrocinado e apresentado pelo Ministério do Turismo e Unilever juntamente com patrocínio da Tetra Pak, Valgroup, Irani Papel e Embalagem, Ibema Papel, Klabin, Loga e EcoUrbis. Apoio da Jovem Pan News, Tenda Atacado e Contemar.

As principais entidades do setor também apoiam institucionalmente a Bienal do Lixo como Abeaço, Prolata, Abre, Abree, Abren, Abrelpe, Abralatas, Limpa Brasil, Tampinha Legal, Ibá e Instituto Venturi, que coordena o Fórum Internacional de Resíduos Sólidos.

SERVIÇO

BIENAL DO LIXO

  • Data: 26/05 a 05/06/22
  • Local: Parque Villa-Lobos
  • Endereço: Av. Professor Fonseca Rodrigues, 2.001, Alto dos Pinheiros – São Paulo – SP
  • Site: www.bienaldolixo.com.br
  • Facebook/Instagram: /bienaldolixo
PUBLICIDADE
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,612SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

CEU Bonsucesso recebe neste domingo o Café com Viola 

No próximo domingo (7), das 10h às 13h, o CEU Bonsucesso recebe uma edição em homenagem aos pais do Café com Viola, grande espetáculo com o...

Prefeitura aumenta em 54% capacidade de atendimento da linha 813

A linha de ônibus municipal 813 (Residencial Bambi / Terminal Cecap-Via Dutra) recebeu nesta semana dez veículos com capacidade para transportar 80 pessoas a...

Festa das Cerejeiras retoma formato presencial no Parque do Carmo

A tradicional Festa das Cerejeiras no Parque do Carmo retomou o modelo presencial, depois de dois anos suspenso por causa da pandemia de covid-19. O...

Número de eleitores que declaram ter deficiência cresce 35%, diz TSE

O total de eleitores que declaram ter algum tipo de deficiência ou mobilidade reduzida aumentou 35,27% em quatro anos, passando de 939.915 para 1.271.381,...

21 anos de sucesso e tradição no Varejo de Pedras Naturais

Fundada em 2001 pelos irmãos Vitorino na cidade de Guarulhos, a Paraíso das Pedras – agora Empedrar -, nasceu disposta a mudar a imagem...