quarta-feira, 29 junho 2022
PUBLICIDADEspot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioDESTAQUEDiabetes: especialista explica como aproveitar São João com saúde

Diabetes: especialista explica como aproveitar São João com saúde

 

O Brasil é o 5º país em incidência de diabetes no mundo, com 16,8 milhões de doentes adultos (20 a 79 anos), de acordo com dados da Federação Internacional de Diabetes. Com números tão altos, como é possível aproveitar de forma plena o São João, reconhecido pelas comidas típicas da época?

Segundo a especialista em nutrição clínica funcional, Morgana Mascarenhas, as comidas típicas juninas realmente podem representar um problema para pessoas que precisam de restrição alimentar, como diabéticos. Morgana destaca a importância de estar atento na forma que estes alimentos foram produzidos e, principalmente, evitar o consumo de ultraprocessados.

“Como uma época de colheita de vegetais, como milho, amendoim, batata doce e mandioca, são comuns os pratos à base desses ingredientes. Porém o cardápio também acaba ficando recheado de preparações ricas em carboidratos refinados, de gorduras e principalmente os alimentos ultraprocessados, o que reforça a atenção para o equilíbrio no consumo e importância de alguma substituição de ingredientes nessas separações tradicionais”, pontua a especialista.

Possíveis substituições

Morgana explica que o risco do consumo exagerado destes alimentos juninos para pessoas com diabetes é aumentar o nível de glicose no sangue. Contudo, é possível fazer substituições que deixaram a festa mais saudável e divertida para todos.

Por exemplo, é possível substituir o leite integral por desnatado, o açúcar por adoçante artificial (próprios para o forno) como sucralose e stevia e a margarina por manteiga. Outra opção é consumir diretamente os vegetais, em vez dos produtos derivados. Então pode-se trocar o bolo, paçoca e pamonha por consumir o milho, amendoim e a mandioca cozida.

“Outro fator interessante que vale lembrar é que para aqueles pacientes que não fazem a contagem de carboidratos e que não são insulino dependentes, é importante verificar sempre os seus níveis de glicose antes e após as refeições e fazer as correções necessárias para evitar essas variações glicêmicas”, aconselha Morgana.

Além das comidas, a nutricionista também recomenda que o licor tradicional seja evitado por pessoas com diabetes, pois – além do álcool e da frutose (açúcar da fruta) – ele tem uma calda rica em açúcar. Neste caso, a pessoa pode escolher consumir um licor feito com adoçante.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADEspot_img
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,594SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

TRE-SP e Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência firmam acordo de cooperação

Nesta terça-feira (21), o presidente do TRE-SP, desembargador Paulo Galizia, e a secretária municipal da pessoa com deficiência, Silvia Grecco, assinaram acordo de cooperação...

Guarulhos terá novo ciclo de palestras gratuito com Empresas de comunicação

O Núcleo de Empresas de Comunicação (NEC), do Programa Empreender, gerido pela ACE-Guarulhos, fará a segunda edição da Semprecom, maior evento da área na...

70% ainda não entregaram a declaração anual do MEI: veja como fazer corretamente

Em 30 de junho encerra o prazo para a entrega da Declaração Anual do Microempreendedor Individual, e muitos ainda não preencheram a declaração. De...

Alunos de escola no Bananal vivenciam simulação de viagem ao espaço

Estudantes da EPG Gilmar Lopes, no Jardim Bananal, puderam contemplar a imensidão do céu, dos astros e do universo por meio de reproduções digitais...

Mega-sena acumulada teve ganhador em São Paulo

Uma aposta da cidade de Diadema, em São Paulo, acertou as seis dezenas do concurso 2.494 da Mega Sena, realizado na noite de ontem...