PUBLICIDADE
InícioDESTAQUEServidores municipais aprovam reajuste salarial de 6%

Servidores municipais aprovam reajuste salarial de 6%

Publicado em
PUBLICIDADE

Nesta quarta-feira, 17/5, os Servidores Públicos Municipais aprovaram a contraproposta apresentada pela Prefeitura referente à Campanha Salarial 2023. Segundo informações do Sindicato dos Trabalhadores na Administração Pública de Guarulhos – Stap, no total de votos, 75,9% dos trabalhadores aprovaram, em votação online (para sócios) e presencial (para não sócios).

Com a aprovação, a categoria terá reajuste salarial de 6%; aumento de 10% no Vale- Alimentação/Refeição, 50% na Cesta Básica e 67% no Abono Salarial.

 

O presidente do Sindicato, Pedro Zanotti Filho comenta que as negociações foram difíceis.

“A Campanha começou no dia 1º de março, com aprovação da pauta de reivindicações. Em 15 de março, entregamos o documento à Prefeitura. No dia 20 de março, tivemos uma reunião com a Secretaria de Gestão para debater nossa Campanha Salarial. Até que veio a primeira proposta do Governo, no dia 8 de maio”, relembra o presidente do Sindicato.

“A primeira proposta era de reajuste de apenas 4,87% nos salários, VA/VR, Cesta Básica e Abono Salarial. Esse índice foi prontamente recusado pela categoria, que seguiu na pressão e conquistou o reajuste nos salários e benefícios”, explica Pedro.

Reajuste – Os salários serão reajustados em 4,5% já na próxima folha de pagamento. Os 1,5% restantes serão aplicados nos salários a partir de outubro. Já os benefícios serão acrescidos na próxima folha.

Críticas ao sistema de votação

Parte dos servidores discorda da aprovação da proposta da Prefeitura e considera que o sistema de votação permitiu que comissionados engrossassem o índice dos que votaram a favor. O argumento é que os sindicalizados votaram por meio digital e que a gestão Guti fez com que os que ocupam cargos de confiança do governo fossem votar presencialmente, garantindo assim a aprovação da proposta. Enquanto isso, servidores efetivos não teriam tido oportunidade de se ausentar do trabalho para ir votar. Segundo essas críticas, a fórmula teria sido um acordo entre governo e direção do Sindicato.

Em defesa do sistema adotado, servidores que foram a favor da aprovação consideram que a crítica faria sentido se a proposta tivesse passado por pequena margem. Mas que, como foi de mais de 3/4 dos votantes, a presença de comissionados não teria sido suficiente para essa proporção.

Prefeitura argumenta que para menores salários impacto será de 29,21%

Em nota divulgada pela Subsecretaria de Comunicação, a Prefeitura argumenta que para os servidores que ganham menos os reajustes concedidos nos vários itens representarão uma diferença de 29,21% nos valores recebidos, o que seria um índice bem superior à inflação dos últimos 12 meses, de 4,65%, medida pelo IBGE. Após a assinatura do acordo em relação ao dissídio coletivo, cuja data-base é maio, a Prefeitura encaminhará o projeto de lei para aprovação da Câmara Municipal.

Segundo a nota, além do reajuste de 6% nos salários, a proposta aprovada inclui um aumento de 10% no vale-alimentação ou refeição, que passa de R$ 1.000 para R$ 1.100; de 50% na cesta básica, que sobe de R$ 200 para R$ 300 para quem recebe até R$ 5.906,32, e de 66,6% no abono salarial, que passa de R$ 120 a R$ 200 para aqueles cujos vencimentos são de até R$ 2.814,36.

Ressalta que uma importante mudança promovida pela Prefeitura neste ano é o aumento do limite para o recebimento do abono salarial, que passou de R$ 2.655,06 para R$ 2.814,36. Desta forma, 7.876 pessoas no total passarão a receber o benefício. “Já para quem recebe um valor próximo ao limite do abono salarial, o aumento concedido pela Prefeitura, somados todos os benefícios, é de 18,55%”, diz a nota.

Conclui afirmando que os servidores que percebem um vencimento próximo ao limite para receber a cesta básica, de R$ 5.906,32, terão um aumento de 11,58% na soma dos benefícios, enquanto que aqueles que recebem em torno de R$ 7.500 verificarão um aumento de 9,3%. Assim, os aumentos oferecidos pela Prefeitura significariam igualar ou superar o dobro da inflação oficial do País no período citado.

(texto editado)

Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE