PUBLICIDADE
InícioPOLÍTICATRE-SP testa sistemas de envio de resultados para totalização de votos

TRE-SP testa sistemas de envio de resultados para totalização de votos

Publicado em
PUBLICIDADE

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) participou do 1º Teste de Desempenho de Totalização 2023 com o objetivo de avaliar os sistemas de transmissão de arquivos de resultado de urna para as Eleições 2024. Os testes tiveram início na terça (29) e foram finalizados nesta sexta (1º).

A verificação foi feita na infraestrutura que o TRE-SP e os demais tribunais do país usam para enviar os votos provenientes das urnas eletrônicas para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que totaliza e divulga os resultados.

 

As análises foram realizadas na sede do TRE-SP, no centro da capital. Técnicos testaram a capacidade e o desempenho dos sistemas eleitorais e da infraestrutura responsáveis pela transmissão, recepção, totalização e divulgação dos resultados das urnas eletrônicas.

Massa de arquivos

Durante os testes, 30 máquinas do TRE-SP fizeram o envio de 101.251 boletins de urnas (BUs) para o TSE. A massa de arquivos transmitida foi semelhante à contabilizada na última eleição oficial. Por sua vez, a Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE, em Brasília, verificou o recebimento dos boletins para fazer um diagnóstico e implementar eventuais atualizações.

“O teste foi importante para simular o que ocorre no dia da eleição. Usamos dois sistemas para o transporte desses dados até o TSE. Há o transportador web, conectado diretamente à intranet do TSE, e o transportador desktop, instalado localmente. A simulação nos dá segurança para a transmissão dos dados”, explicou o chefe da Seção de Apoio aos Sistemas Eleitorais (Sesele) do TRE-SP, Jaelcio Escaliante.

Além do TRE-SP, participaram desse teste de totalização os tribunais de Pernambuco (TRE-PE), Rio de Janeiro (TRE-RJ), Rondônia (TRE-RO) e Rio Grande do Sul (TRE-RS). Outros testes estão programados para ocorrer periodicamente até 6 de outubro de 2024, data do 1º turno das próximas eleições municipais.

Testes periódicos

Além dos sistemas eleitorais, as urnas eletrônicas também são objeto de análises nos anos que antecedem o pleito. No fim de julho, ocorreu a 12ª edição do Simulado Nacional de Hardware, que avaliou 4.020 máquinas armazenadas em cartórios e postos de atendimento do Estado para identificar possíveis falhas nos equipamentos. O hardware é a parte física, formada pelos componentes eletrônicos.

Em maio, o TRE-SP já havia realizado o 1º ciclo de conservação das urnas. Mais de 100 mil equipamentos foram submetidos à manutenção preventiva. Essa inspeção teve como foco a carga de bateria e a execução de um sistema de teste exaustivo, que examina as funcionalidades da máquina.

Convocação para o TPS

Neste segundo semestre, ainda serão realizados o 2º ciclo de manutenção das urnas e o Teste Público de Segurança (TPS), evento obrigatório e disciplinado pela Resolução 23.444/2015. O TSE já publicou o edital de convocação do TPS 2023. A sétima edição do teste ocorrerá de 27 de novembro a 1º de dezembro.

O TPS reúne especialistas em tecnologia e segurança da informação de diversas organizações, instituições acadêmicas e órgãos públicos. Eles traçam planos de ataque aos softwares e hardwares da urna eletrônica e sistemas correlatos. O objetivo é fortalecer a confiabilidade, a transparência e a segurança da captação e da apuração dos votos.

*Com Informações do TRE

Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE