PUBLICIDADE
InícioCIDADEEDUCAÇÃOUSP busca voluntários para formar nova geração de mulheres na tecnologia

USP busca voluntários para formar nova geração de mulheres na tecnologia

Publicado em
PUBLICIDADE


Em um mundo totalmente competitivo se faz necessário a ampliação da participação de mulheres especializadas em tecnologia. E a USP está em busca de pessoas que possam ajudar as jovens participantes na criação de projetos de aplicativos. Se você quer contribuir para que mais meninas tenham contato com as ciências de computação, torne-se um mentor ou uma mentora da Technovation Summer School for Girls.

Totalmente online e gratuita, a escola de verão dará oportunidade, na edição de 2024, para que 75 garotas de escolas públicas e privadas de todo o Brasil, de 8 a 18 anos, possam adquirir novos conhecimentos nas áreas de computação e empreendedorismo.

 

Para se tornar um mentor ou uma mentora, basta ser estudante de graduação ou de pós-graduação, profissional da área de educação ou trabalhar em áreas como tecnologia, engenharia, negócios, comunicação e empreendedorismo, por exemplo. Além disso, é preciso ter mais de 18 anos e disponibilidade para acompanhar, de forma remota, o trabalho de uma das equipes que serão formadas durante a escola de verão. A comunicação se dará via aplicativos de mensagens como o WhatsApp e por meio de reuniões online, conforme a necessidade de cada grupo. Os voluntários também deverão participar dos encontros online.

Quem desejar contribuir com a iniciativa precisa estar disposto a aprender e a impactar positivamente a vida das garotas, ajudando na superação dos obstáculos durante a criação dos aplicativos. Não é necessário, mas é recomendado, ter alguma experiência na área de tecnologia. Para se candidatar, basta preencher, até 26 de janeiro, o formulário disponível neste link: https://icmc.usp.br/e/1c1a0.

Sobre o evento

A Technovation Summer School for Girls é organizada pelo Grupo de Alunas de Ciências Exatas (GRACE) do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos. Segundo a coordenadora da escola de verão, professora Kalinka Castelo Branco, o objetivo central é mostrar para as adolescentes e jovens que elas podem atuar na área de ciências exatas, ressaltando que a computação precisa de mais mulheres.

A iniciativa quer auxiliar as participantes a aprimorarem suas ideias e estimular que se inscrevam em um desafio internacional, o Technovation Challenge. Trata-se de uma competição global, voltada a estudantes do ensino fundamental e médio, em que as equipes devem desenvolver um aplicativo que solucione um problema social. Na escola do ICMC, as meninas formarão grupos e receberão orientações para participar desse desafio.

Serviço

*Com Informações da Assessoria de Comunicação do ICMC-USP

Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE