PUBLICIDADE
InícioABASTECIMENTOOperações contra furto de energia resultaram em 89 detidos em SP, em...

Operações contra furto de energia resultaram em 89 detidos em SP, em 2023

Publicado em
PUBLICIDADE

Operações policiais realizadas ao longo de 2023 em 28 cidades do Estado de São Paulo, com o apoio da EDP, resultaram na condução de 89 suspeitos à delegacia para prestar esclarecimentos após a constatação da prática de furto de energia elétrica.

Ao todo, equipes da distribuidora de energia elétrica que atende as regiões de Guarulhos, Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte, deram suporte técnico a mais de 100 operações com a força policial. Com os trabalhos foi possível recuperar 12,8 GWh, quantidade suficiente para abastecer uma cidade do porte de Cachoeira Paulista por três meses.

 

Durante o apoio às operações, realizadas pelas Polícias Civil e Militar, os técnicos da EDP verificam a procedência da suspeita de fraude de energia no local. Em caso de confirmação, peritos da Polícia Científica atestam a ocorrência de consumo irregular na rede elétrica, caracterizando furto. No caso da presença do proprietário do estabelecimento ou de algum responsável, este é conduzido pelas autoridades policiais para depoimento e autuação em flagrante, se for o caso.

O furto de energia é crime previsto no Artigo 155 do Código Penal Brasileiro, que dispõe: “Subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel: pena de reclusão, de 1 (um) a 4 (quatro) anos, e multa”.

Além do processo criminal, o proprietário do estabelecimento arca, conforme a regra da Resolução Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), com a cobrança de toda energia não faturada durante o período da irregularidade e o custo administrativo.

Balanço de fraudes de energia em Guarulhos

Balanço da EDP demonstra que, no ano passado, foram identificadas mais de 13.200 fraudes de energia em Guarulhos, o que representa um aumento de 32% em comparação com o ano anterior. No mesmo período, a distribuidora recuperou na cidade mais de 60 mil megawatts-hora (MWh). A quantidade de energia desviada é suficiente, por exemplo, para o abastecimento de uma cidade do porte de Poá por três meses.

Os investimentos robustos da EDP em tecnologia têm sido fundamentais para o combate a esse crime. A detecção de potenciais alvos de irregularidade é realizada por meio da análise dos diversos padrões de consumo dos clientes, em boa parte feita por meio de algoritmos de inteligência artificial, métodos e ferramentas estatísticas.

Esse mapeamento permite um melhor direcionamento das equipes especializadas para as inspeções em campo, munidas de equipamentos de última geração. A companhia também mantém um treinamento intenso das equipes para uma atuação cada vez mais eficaz.

Como denunciar

Com intuito de coibir cada vez mais o furto de energia, a EDP pede que a população contribua denunciando as ligações irregulares. Para tanto, disponibiliza os canais de atendimento aos consumidores: pelo site www.edponline.com.br, aplicativo EDP Online, Agências de Atendimento presencial, WhatsApp (11) 93465-2888 e a Central de Atendimento ao Cliente, no 0800 721 0123, que funcionam 24 horas e com ligação gratuita. O sigilo é total, e a inspeção realizada com a máxima urgência.

Compartilhe

Veja também

PUBLICIDADE
Redes Sociais
28,870FãsCurtir
3,337SeguidoresSeguir
1,683SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever
PUBLICIDADE

Últimas publicações

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE