Copa dos Refugiados começa nesta sexta em São Paulo

O maior projeto de integração esportiva que envolve refugiados e imigrantes no Brasil, a Copa dos Refugiados e Imigrantes, será realizado neste fim de semana em São Paulo. A competição reúne mais de 200 jogadores amadores, sendo 20 de cada seleção, que representarão seus respectivos países de origem.

Os atletas são de Guiné-Bissau, Tanzânia, Líbano, Mali, Venezuela, Camarões, Coréia do Sul, República Democrática do Congo, Togo, Colômbia, Haiti, Gâmbia, Angola, Nigéria, Níger e Benin. O tema de 2019 é “Reserve um minuto para ouvir uma pessoa que deixou o seu país” e este ano a Copa já passou por Brasília (DF), Curitiba (PR) e Recife (PE).

O evento, criado e organizado pela ONG África do Coração, conta com o apoio nacional da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), da Organização Internacional para as Migrações (OIM), San José Clube, Ponto e Asav.

A Competição

A abertura da Etapa São Paulo será amanhã, dia 4, às 14h, no Museu do Futebol, localizado na Rua Charles Miller s/n, no Pacaembu. O evento terá a presença do prefeito de São Paulo, João Dória, e do Secretário Municipal de Esportes e Lazer, Carlos Bezerra Jr.

O jogo começa no sábado, dia 5. As quartas-de-final serão no domingo, as semifinais serão dia 13 e a grande final está marcada para o domingo, dia 20.

No dia 6, além dos jogos, o público poderá viajar por meio da feira cultural que terá música, dança, roda de conversa, exposição de produtos, comidas típicas, trancistas e muito mais.

O objetivo

A Copa busca promover protagonismos, mostrar as realidades, e assim, dar mais um passo para romper os preconceitos, as discriminações e lutar contra a xenofobia. Além de, chamar a atenção para as necessidades de inserção dos refugiados/imigrantes no mercado de trabalho.

“O aspecto sociocultural muitas vezes é deixado em segundo plano na integração dos migrantes. Para a OIM, apoiar iniciativas como essa é fundamental para criar condições que garantam uma inclusão sustentável e que beneficia a todos”, destaca o chefe da missão da OIM no Brasil, Stéphane Rostiaux.

Ao todo a competição envolverá aproximadamente 1.120 atletas de 39 nacionalidades, 46 seleções agregando pessoas em situação de refúgio (solicitantes de refúgio e refugiados reconhecidos) e imigrantes.

Serviço

Data, Horário e Local
04/10 – Abertura no Museu do Futebol
05, 06, 13 e 20/10- Jogos na Rua Pedro de Toledo 1.651, na Vila Clementino
06/10 – Feira Cultural na Alameda Iraé 35, na Vila Clementino
Das 10h às 19h – Entrada Gratuita