Coluna do Carleto – 01.11.2019

Área onde será instalado um pet park pela Secretaria de Meio Ambiente - Foto: VC Repórter/Click Guarulhos

Ideia boa pra cachorro

O internauta Sidnei enviou questionamento ao Click Guarulhos sobre uma área que estava sendo cercada, na avenida Bartholomeu De Carlos, entre o Carrefour Vila Rio e o Shopping Parque Maia. A Redação indagou da Assessoria de Imprensa da Prefeitura e soube que será ali instalado mais um Pet Park, espaço para levar os animais de estimação para passear e exercitar-se. Ainda não há data definida para a implantação, mas é uma boa notícia, já que inúmeras famílias passaram a residir nos condomínios próximos e terão assim um lugar adequado para curtir com seus bichinhos.

Um alerta

Preocupa um pouco é o córrego que passa pelo local. Até que ponto pode oferecer perigo aos frequentadores, sejam os humanos ou os pets. Tomara que os técnicos tenham pensado em alguma forma de proteção.

Tô fora

Encontrei casualmente na loja Eletroferro o jornalista Pedro Notaro. Pra variar, falamos sobre política e o que se pode esperar das eleições de 2020. Comentei ter cogitado candidatar-me a vereador, por sugestão de amigos que estão no Partido Novo. Mas que, diante da reação de três dos meus quatro filhos de resistência à linha desse partido e, principalmente, pelo meu desencanto com a política partidária em geral, decidi ficar fora do páreo, até porque alguns amigos muito próximos serão candidatos e eu concluí que tiraria votos deles e também teria dificuldade para ser eleito.

Tô fora – 2

Ainda assim, Pedro publicou na coluna dele e em notas no Facebook que eu estaria cogitando candidatar-me. Apressei-me em postar comentário, afirmando que já decidira não concorrer, não me filiar a nenhum partido, nem me envolver diretamente na eleição. Gentilmente, no dia seguinte ele incluiu na coluna minha negativa.

Tô fora – 3

Fiz também uma postagem no Facebook relatando uma coisa e a outra. Afirmei que um dos fortes fatores para minha decisão foi o temor de que, se viesse a ser eleito, pouco poder fazer diante da inconsistência em que se transformou o Poder Legislativo nas várias esferas e, aí, ser confundido com outros, manchando uma biografia que tanto me custou construir ao longo de décadas. Embora vários amigos tenham lamentado minha desistência, hipotecando apoio em caso contrário, a grande maioria dos comentários foi no sentido de que aprovar que eu fique fora da política partidária, preferindo que eu fique apenas na trincheira da comunicação.

Amarelo piscante

Como comentei na semana passada, o novo traçado viário da confluência das avenidas Dr. Renato de Andrade Maia e Papa João XXIII tendia a fluir melhor depois que os motoristas se acostumassem com a novidade. Pelo menos no amarelo piscante, tem funcionado razoavelmente. O problema maior, ao que parece, estava no cálculo do tempo de cada fase dos semáforos. Os pedestres agradecem as providências.

Preocupado

A constante briga do presidente Jair Bolsonaro com os meios de comunicação me preocupa. No caso do envolvimento do nome dele no assassinato da vereadora Marielle, do Rio, parece-me ter havido uma investigação muito malfeita e é compreensível a ira com que ele reagiu. Ainda assim, de quem ocupa uma posição de comando de um país, haveria de se esperar gestos mais equilibrados.

Preocupado – 2

Não bastassem os arroubos do pai, a cada pouco aparece uma diatribe de um de seus filhos, todos acastelados no poder, ali ou acolá. Soa irresponsável alguém que detém mandato outorgado pelo povo insurgir-se contra ocupantes de outro poder. Insinuar que uma nova ditadura pode ser implantada no País para barrar suposta reação de partidos de esquerda é algo tão tresloucado que até o presidente e o ministro da Justiça tiveram de vir a público para reafirmar o apreço pela liberdade democrática e a defesa da normalidade institucional.

Preocupado – 3

Não morro de amores pela linha editorial da Globo nem da Folha. Mas são inestimáveis os serviços prestados à população e ao Brasil pela mídia de forma geral. Colocar na vala comum todos os profissionais de Imprensa, buscando culpá-la pelas mazelas do País, é insano. Com todos os defeitos que indiscutivelmente tem, a Democracia ainda é o melhor regime. E a Liberdade de Imprensa é um dos pilares da Democracia. A lei tem instrumentos para punir excessos e quem os comete.