Artistas de Guarulhos são destaque no Revelando São Paulo 2019

Artistas guarulhenses são mais uma vez destaque na abertura da programação do Revelando São Paulo 2019, que aconteceu nesta quarta-feira (13) no Parque da Água Branca, zona oeste da Capital. O evento objetiva promover a troca de experiências, a articulação entre comunidades e a extroversão de saberes e fazeres com o melhor da cultura popular guarulhense e de outros municípios do Estado.

A Orquestra de Violeiros Coração da Viola abrilhantou o evento, levando ao palco o melhor da música caipira, com saudosas canções como Meu Ipê FloridoPescador e CatireiroO CaminheiroA NaturezaTreze de MaioVelhas CartasMoreninha Linda, entre outras. O evento conta ainda com a participação dos grupos Folia de Reis Estrela Dalva e Estrela Guia de Guarulhos.

O visitante do Parque da Água Branca também vai se encantar com os itens artesanais locais que compõem a feira de artes do espaço. Quadros, esculturas, molduras, mesas e bancos, peças decorativas e utilitárias entalhadas à mão pelo artesão guarulhense Dairo Correia impressionam pela quantidade de detalhes. O espaço conta também com a arte indígena da aldeia Filhos da Terra.

O Revelando São Paulo 2019 é um evento gratuito e reúne participantes de mais de 120 municípios da capital paulista. Realizado pelo governo do estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, o Revelando SP celebra e valoriza a cultura popular e tradicional do Estado.

O festival

O Festival da Cultura Paulista Tradicional é fruto do Revelando São Paulo. Com mais de 50 edições realizadas, o evento já está consolidado como o maior de economia criativa do Estado de São Paulo. Os municípios participantes ocupam estandes nos quais podem usar o espaço para apresentar seus produtos e serviços dos segmentos de gastronomia e artesanato. Além disso, os municípios selecionados também levarão grupos e artistas locais para apresentar suas manifestações artísticas.

Na programação estão previstas apresentações de mais de 130 grupos, entre eles de batuques, folias, jongos, congos, comunidades indígenas, irmandades religiosas, violeiros e orquestras de violas e fandangos. Durante o evento, os expositores de gastronomia e artesanato comercializarão seus produtos a preços populares. Esse cenário se desenha como uma ótima oportunidade tanto para o público, que pode adquirir os produtos a valores acessíveis, quanto para os expositores, que podem aumentar sua renda.