segunda-feira, 24 janeiro 2022
InícioDESTAQUEGuarulhense lança livro sobre Irmã Dulce neste sábado no Shopping Maia

Guarulhense lança livro sobre Irmã Dulce neste sábado no Shopping Maia

 

A jornalista guarulhense Karla Maria lançará seu segundo livro, Irmã Dulce, a Santa Brasileira que Fez dos Pobres sua Vida, da Paulus Editora, neste sábado (16) na Livraria da Vila, no Shopping Maia (Avenida Bartolomeu de Carlos, 230 – Lojas 3040 – 3041, Jardim Flor da Montanha). A escritora estará disponível para fotos e autógrafos das 15h às 18h. A obra custa R$ 30. No sábado (9), várias pessoas prestigiaram o lançamento da obra na livraria da Paulus, localizada na Sé, região central da Capital. 

Religiosos contemplam quadro com imagem de Irmã Dulce durante missa – Foto: Acervo Irmã Dulce

No dia 13 de outubro deste ano os brasileiros ganharam sua primeira santa nascida no país. Maria Rita, Mariinha, Lucia, ou simplesmente Dulce. Esses foram os nomes que a baiana recebeu ao longo de sua vida entre os pobres da Bahia e que chegou aos altares da Igreja Católica como Santa Dulce dos Pobres. 

A escritora Karla Maria, também autora do premiado livro Mulheres Extraordinárias (Paulus Editora, 2017), aborda no mais recente livro detalhes íntimos de uma história que ainda pulsa no coração do povo baiano: a obra de Irmã Dulce. Sua vida, seus passos e milagres são reconstruídos a partir de registros históricos, com um longo trabalho de apuração e escuta, atento aos relatos das testemunhas que conviveram com a freira que dedicou sua vida a amar e servir aos mais necessitados.

Santa Dulce dos Pobres, canonizada pelo Papa Francisco no dia 13 de outubro deste ano – Foto: Acervo Irmã Dulce

Como poucos predestinados e à frente do seu tempo, Irmã Dulce denunciou, com humildade, resignação e silencioso trabalho, a miséria nas periferias baianas. Porém a força contida nos seus gestos “gritavam”. Ela articulou influência religiosa e política na aplicação de iniciativas que se tornaram políticas públicas, que ainda hoje asseguram direitos aos cidadãos mais pobres. Segundo a escritora, o livro prova isso. “Escrever sobre Irmã Dulce, caminhar por onde ela caminhou, ouvir e registrar os depoimentos de pessoas que com ela conviveram e dela receberam carinho, acolhida, ou a intercessão nos milagres, foi uma experiência bonita, de reencontrar o humano em uma sociedade que se mostra cada vez mais desumanizada”, afirma Karla.

Irmã Dulce acolhe população pobre, na maioria mulheres e crianças, na periferia de Salvador (BA) – Foto: Acervo Irma Dulce

Com linguagem literária, a autora busca envolver seus leitores nessa viagem de apuração pela Cidade Baixa, em Salvador, e pela história. Surpreende ao se emocionar com relatos de fé e de milagres.

A primeira obra de Karla Maria, o já citado Mulheres Extraordinárias, venceu o Prêmio Guarulhos de Literatura em 2017, na categoria Escritor Revelação. O livro está na segunda edição.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
2,828SeguidoresSeguir
1,507SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Rua Marajó passa a ter mão única a partir de terça-feira

A Portaria 01/2022, da Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana, assinada pelo secretário Luigi Camilo Amadeu Lazzuri Neto, determina que a rua Marajó, no...

Câmara faz testagem para detecção de Covid em funcionários e terceirizados

Com o aumento no número de casos de covid 19 na Câmara, o Legislativo realizou a testagem de servidores e terceirizados para prevenir a propagação da doença. Na...

Galinha Pintadinha é a estrela em campanha de vacinação infantil do governo de São...

O ano de 2022 começou com novas e grandes emoções. Foi o início da campanha de vacinação contra a Covid-19 em crianças de 5...

Conselho do Fundo Municipal de Educação promove a primeira reunião do ano

Nesta quarta-feira (19) integrantes do Conselho Gestor do Fundo Municipal de Educação se reuniram na sede da Secretaria de Educação para a primeira reunião do ano. O encontro teve como foco a elaboração e...

Parthenon oferece desde o Maternal até o Ensino Médio

O Colégio Parthenon completou 42 anos de atividades, tendo duas unidades no Bom Clima e outras duas na Vila Augusta. “Para nós, ensinar é...