Acordos diretos com empresas garantem reajustes de até 6%, aponta Sincomerciários

De acordo com o Sincomerciários de Guarulhos, durante as negociações para o reajuste 2019/2020, alguns sindicatos patronais “foram intransigentes e ofereceram apenas a reposição da inflação, com a retirada de vários direitos conquistados ao longo de décadas”. Em função disso o Sincomerciários informa que resolveu negociar diretamente com as empresas, obtendo excelentes resultados. “Os bons patrões entendem que devem valorizar seus funcionários”, destaca Walter dos Santos, presidente do Sincomerciários de Guarulhos.

O resultado é que a entidade fechou acordos individuais com várias empresas, obtendo reajustes decorrentes de acordos diretos, que variam entre 4,5% e 6%. 

O presidente do Sincomerciários afirma que valoriza o diálogo como instrumento para se alcançar o entendimento e negociações que cheguem a resultados efetivos.

“Estamos sempre buscando soluções negociadas. Conversamos com os comerciantes e mostramos o quanto é importante ter funcionários valorizados e trabalhando satisfeitos. Mas permanecemos atentos e não vamos deixar que retirem direitos, façam homologações em salas fechadas ou escritórios de contabilidade, sem a presença do Sindicato. O trabalhadores entendem isso também e confiam no nosso trabalho”, complementa Walter dos Santos.

O sindicato informa ainda que os reajustes são retroativos à data-base e que outros acordos decorrentes de negociações diretas estão em fase de finalização e devem ser anunciados em breve. “Se a sua empresa está se negando a negociar informe ao sindicato, para que sejam verificadas as condições de trabalho no local e, se necessário, realizadas paralisações”, alerta a entidade representante da categoria.

*Com informações do site do Sindicato do Comerciários de Guarulhos