domingo, 23 janeiro 2022
InícioCANAISMULHERA alegria contagiante de Júlia

A alegria contagiante de Júlia

 

Júlia Fernanda Borges Vicente tem 22 anos e está no último ano do curso de Administração de Empresas, nas Faculdades Integradas de Ciências Humanas, Saúde e Educação de Guarulhos (Faculdades Guarulhos). Ter paralisia cerebral não a impede de ser uma jovem alegre e brincalhona.

Ela entende tudo que as pessoas falam e se comunica digitando no telefone celular, o que faz com muita rapidez. Manobra com facilidade a cadeira de rodas elétrica.

Júlia não esconde que seu desejo era cursar Gastronomia, mas ao passar para o segundo ano em outra instituição de ensino, seu pai foi chamado e, sob o argumento de que seria perigoso ela ter de utilizar um fogão, aconselhado a desistir do curso, pois a faculdade não poderia responsabilizar-se em caso de algum acidente.

Na FG, Júlia conquistou não apenas os professores, como também os colegas, funcionários e a Direção, pelo seu exemplo de superação e por seu jeito brincalhão e debochado.

O coordenador do curso de Administração, professor Paulo Cadete Jr., afirma que Júlia tem o raciocínio muito rápido e tira boas notas. Revelou que, nas aulas de Controladoria e de Economia, se ele faz um trocadilho, por exemplo, ela capta o significado e reage antes que a classe.

Sérgio dos Reis é colega de sala e conta como é a experiência de conviver com uma aluna que tem paralisia cerebral. “Uma nova experiência, a chance de aprender como funciona a inclusão de verdade. Procuro tratá-la com toda normalidade, e ela mostra gostar de ser tratada com igualdade”, diz. Revela que ela fez um trabalho sobre como alterar a arquitetura de uma casa para que haja total acessibilidade, o que contribuiu para a turma ter uma noção das dificuldades de uma pessoa com deficiência e colocar-se no lugar dela.

Embora esteja feliz por tirar boas notas e ter chegado ao sétimo semestre de Administração, Júlia não esconde que ainda quer cursar Gastronomia. “E ninguém vai me impedir!”, sentencia. À pergunta sobre o perigo de manusear um fogão, responde, rindo muito e sem titubear: “Faço lasanha direto lá em casa!”

Foto: Índio Reis

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,870FãsCurtir
2,828SeguidoresSeguir
1,505SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Chuva intensa com granizo castiga Guarulhos

Depois do forte calor desta tarde de terça-feira, Guarulhos foi abatida por intensa chuva com grandes pedras de granizo em toda a região central...

Sisu e Prouni abrem inscrições em fevereiro; Fies, em março

O Ministério da Educação (MEC) divulgou na terça-feira (18) o calendário de inscrições para os processos seletivos de ingresso ao ensino superior. Os estudantes...

SP inicia vacinação de crianças com comorbidades na segunda-feira

A prefeitura de São Paulo inicia na próxima segunda-feira (17), a partir das 8h, a vacinação das crianças de 5 a 11 anos de...

Crianças sem comorbidades podem se inscrever para xepa de vacina em SP

Famílias com crianças de 5 a 11 anos de idade sem comorbidades podem cadastrar os filhos para que recebam as doses remanescentes da vacina...

Covid-19: testes rápidos estão incluídos nos planos de saúde

Já está em vigor a Resolução Normativa 478, publicada hoje (20) no Diário Oficial da União (DOU) pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), que inclui...