Jardim Adriana pede limpeza de ruas e de terrenos

 

Moradores da rua Milton Antônio de Magalhães Fiúsa, no Jardim Adriana, estão preocupados com mato alto que dificulta a passagem dos alunos de escolas das adjacências, que são obrigados a transitar pelo asfalto. O que haveria de ser calçada está tomado pelo mato. Outro problema relatado é a proliferação de mosquitos, ratos, baratas e escorpiões.

O mato alto nos terrenos serve de estímulo a pessoas inescrupulosas, que despejam lixo, móveis e entulho. O morador Márcio Porfírio dos Santos alerta que nos materiais acumulados junta água o que contribui para a atrair o mosquito Aedes aegypti, que transmite a dengue, doença que tende a ser outro motivo de preocupação para as famílias e as autoridades de agora em diante.

Relata que que um senhor do bairro foi picado por um mosquito em uma praça da região e foi parar na UTI. Márcio não tem informações sobre o estado de saúde dessa vítima da dengue.

Apela também à consciência da população, para que não jogue lixo em lugares indevidos.

“Estes bairros estão esquecidos, sem manutenção. Para que venham carpir e fazer limpeza da vias, temos até que brigar, cobrar várias vezes. Triste desfaçatez”, desabafa.