Jornalismo brasileiro perde Luiz Maklouf, 67 anos

 

Faleceu em São Paulo, no Hospital A.C. Camargo, aos 67 anos, o jornalista e escritor Luiz Maklouf de Carvalho, um dos mais renomados profissionais da área, conhecido por ir fundo nas reportagens e não temer enfrentar desafios.

Formado em Direito pela Universidade Federal do Pará, atuou em diversos órgãos de Imprensa, incluindo os jornais Resistência, Movimento, Folha de S.Paulo, Jornal do Brasil, Jornal da Tarde e nas revistas Época e Piauí. Desde 2016 era repórter do jornal O Estado de S.Paulo. Ganhou duas vezes o prêmio Jabuti. É autor de sete livros, sendo o mais recente “O cadete e o capitão”, sobre a vida de Jair Bolsonaro.

Maklouf vinha lutando contra um câncer. Sua filha Luíza, também jornalista, postou depoimento nas redes sociais, comentando o legado do pai:

“Deixa um legado para o nosso país, uma obra importante, 7 livros, centenas de reportagens. Um jornalista repórter investigativo dos poucos. Para mim e para muitos, o melhor! Para mim na verdade o melhor em tudo: na cozinha, na leitura, na escrita, na escuta, na direção, no xadrez, na posição política, na visão de mundo, no amor pelo mundão, na sensibilidade pra captar o melhor da música, da literatura, nossa!”.

foto: reprodução do Facebook