Brasil chega a 135 mil pessoas curadas de covid e a 21 mil mortes

 

Dados desta sexta-feira, 22/5, divulgados pelos Ministério da Saúde mostram que o Brasil chegou a 330.890 casos confirmados de covid-19, com 135.430 pacientes recuperados e 21.048 mortes atribuídas ao vírus.

Os casos confirmados nas últimas 24 horas foram 20.803, com mais 1.001 falecimentos.

O número de pessoas curados representa 40,9% do total de casos confirmados no Brasil. Nas últimas 24h, 9.470 pessoas se recuperaram da doença. As informações foram atualizadas até as 19h desta sexta-feira (22/5).

Apesar do expressivo e lamentável crescimento do número de mortes, o percentual delas em relação ao de pacientes recuperados vem diminuindo dia a dia. Há uma semana, passava de 15%; no dia 17/5, 14,62%; na quinta-feira, 21, era de 13,757%; nesta sexta-feira, 13,45%. A média diária de pessoas curadas do coronavírus tem se mantido alta, sempre girando em torno de 9 mil casos. Nas últimas 24h, foram 9.470 pacientes curados da doença. 

Outros 174.412 pacientes seguem em acompanhamento médico. As informações foram atualizadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde até as 19h.


Estado de São Paulo

Dados da Secretaria estadual da Saúde registram o total de 76.871 casos confirmados de covid-19, com 5.773 mortes atribuídas ao vírus. Guarulhos, pelos mesmos dados, chegou a 1.945 casos confirmados e 207 mortes pelo coronavírus. Pelos dados da Secretaria municipal da Saúde, Guarulhos contabiliza 102 falecimentos e outras 137 a apurar. Os casos confirmados são 1.603, com outros 1.843 dependendo do resultado de exames.


Mundo

Dados do site https://www.worldometers.info/coronavirus/ mostram que o mundo todo soma 5.298.207 casos confirmados de coronavírus, com 339.418 mortes atribuídas à covid-19 e 2.156.295 pacientes recuperados. Os óbitos representam 13,6% e os curados, 86,4% do total de casos encerrados.

O Brasil é o segundo país do mundo em número de casos e o sexto em total de óbitos. Na proporção perante a população, são 99 mortes para cada milhão de habitantes. Foram testados 735 mil pessoas no Brasil, sendo 3.462 para cada milhão, um índice muito abaixo do de outros países com expressivo número de casos da doença.