Casos de covid-19 em crianças sobem de 7 para 210 em um mês em Santa Catarina

 

Chama a atenção o incremento de casos em crianças de 0 a 9 anos do estado de Santa Catarina. No período de uma semana, a taxa de crescimento foi de 162,5% – a maior em todas as faixas de idade. Em 26 de abril, esse grupo de idade tinha 7 casos de acometimento. Uma semana depois, no dia 3 de maio subiu para 34 casos. No dia 19 de maio foi para 54 casos. Já no dia 17 de maio, os casos totalizavam 80 e no dia 24 de maio, 210 casos em crianças. Ou seja, em uma semana houve um incremento de 162,5% e 3.043% em um mês.

De acordo com os dados do Ministério da Saúde, Secretaria de Estado de Santa Catarina e Defesa Civil de Santa Catarina, o Laboratório de Conservação e Gestão Costeira da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) avalia o conjunto de dados de natureza territorial para o Estado de Santa Catarina e a região da Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri) em relação à ocorrência de casos de Covid-19.  Pela análise baseada no conjunto de dados de 24 de maio, 64,5% dos municípios catarinenses têm pelo menos um caso da doença. A macrorregião Sul é a líder do Estado em acometimentos. Já a Amfri está em terceiro lugar, com destaque para a dinâmica intensa de aumento de casos, no último mês, nas macrorregiões da Grande Oeste (2ª) e o Meio Oeste e Serra Catarinense (4ª).

Santa Catarina está em 11º lugar no número de casos acumulados registrados entre os 27 estados brasileiros (6.696 casos), sendo também o Estado com maior número de acometimento da Covid-19 no Sul do Brasil, com 40,88% dos casos. O estado está em 18º lugar (105) em número de óbitos. A região brasileira com maior número de casos é a Sudeste com 37,64% dos casos, sendo a região sul a penúltima no número de casos (4,50%).

Considerando o período de um mês (24 de abril a 24 de maio), houve um aumento de 453,84% no número de casos de coronavírus, bem como no número de óbitos (150%). Quanto à distribuição do número de casos no território, no dia 24 de abril, Santa Catarina registrava 104 municípios com casos da doença.

Na semana de 17 a 24 de maio, Santa Catarina teve um aumento de 1.920 casos (40,2%), considerado o maior desde o início da doença no Estado. Em número de óbitos, houve um incremento de 26% (22 óbitos) no Estado, o maior número no período de uma semana, desde o início da chegada do vírus em Santa Catarina.