Deputados acionarão MP contra Estado por descaso com Hospital Geral

 

Deputados estaduais do grupo Parlamentares em Defesa do Orçamento (PDO) estiveram na terça-feira, 26, em visita ao Hospital Geral de Guarulhos e, diante das precariedades encontradas, apesar do esforço das equipes de trabalho, resolveram entrar com uma representação no Ministério Público contra o governo do Estado por falta de investimentos e omissão.

O PDO tem o objetivo de fiscalizar a correta aplicação dos recursos públicos durante a pandemia da Covid19. É formado pelos deputados Sargento Neri, Márcio Nakashima, Coronel Telhada, Adriana Borgo, Leticia Aguiar, Ed Thomas, Coronel Nishikawa, Conte Lopes e Tenente Coimbra.

“Em visita ao equipamento na tarde de terça-feira, 26, constatamos que o atendimento à população está prejudicado, já que todos os leitos destinados a pacientes com covid-19 estão ocupados”, diz Nakashima, que tem base e atuação em Guarulhos.

Ele informou que no HGG atuam 1600 profissionais e, desde o início da pandemia registrou 400 internações e 70 óbitos. Com um detalhe impressionantes: nesse período o hospital contabilizou mais de 400 afastamentos de profissionais da saúde por contaminação. “Ou seja, a cada paciente internado, em média, um profissional é infectado. Um dado muito grave”, diz o deputado.

Para justificar a atitude do grupo de acionar o MP, complementa: “No almoxarifado, verificamos o estoque de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e constatamos que a reposição dos materiais está bem limitada. Apuramos ainda que o atendimento à população poderia ser ampliado para mais 35 leitos, mas há falta recursos financeiros para isso.”