Guarulhos soma 271 óbitos por covid e 2.736 casos confirmados

 

O prefeito Guti e o secretário de Saúde, José Mário Clemente, informaram em “live” transmitida às 18h deste sábado, que Guarulhos atingiu 2.736 casos confirmados de covid-19, com 271 óbitos atribuídos ao vírus, além outros 115 falecimentos cujos exames ainda não tiveram resultados.

A taxa de ocupação de leitos de UTI na rede municipal está em 87,8% e a média incluindo os dois hospitais estaduais, em 85%. O hospital de campanha do Parque Cecap (3CGru) está com todos os leitos de UTI ocupados, quatro pacientes em salas vermelhas e 37 pacientes na enfermaria.

Guti agradeceu ao presidente Bolsonaro e ao deputado Césinha Madureira, que fez a intermediação, para que Guarulhos venha a receber ajuda do governo federal para fazer frente às despesas com o combate à pandemia. Com a verba que está para ser liberada, serão pagos os respiradores cuja licitação terá as propostas abertas na próxima semana.

Ele explicou que está fazendo reuniões consecutivas com diversos secretários e com entidades representativas da cidade, com segmentos de atividade, como as academias, visando chegar a uma forma organizada de retomar a economia, gradativamente.

Opinou que as cidades da Região Metropolitana de São Paulo precisam agir em sintonia. Citou que o número de casos e de mortes na Capital, proporcionalmente à população, chega a ser o dobro do de Guarulhos. Por isso, seria temerário que o comércio de uma cidade seja autorizado a abrir enquanto permanece fechado em outra. Um passo em falso pode custar muitas vidas, já que os municípios são muito próximos uns dos outros, sendo impossível bloquear o trânsito de pessoas entre um e outro. Se a Capital reabrir o comércio e guarulhenses forem para São Paulo, será imenso o risco dessas pessoas se contaminarem lá e voltarem infectadas, até mesmo de forma assintomática, podendo passar o vírus para outras pessoas da família, vizinhos e outras de seu convívio.

Os decretos relativos à quarentena foram prorrogados até o fim de junho no Diário Oficial de Guarulhos de 29.05, mas já preveem que medidas atenuantes ou agravantes podem vir a ser tomadas no decorrer do mês. Está previsto que no decorrer da próxima semana, venha a ser anunciado o modelo que se pretende adotar em Guarulhos para essa retomada gradativa.

O secretário voltou a informar que a partir de 8 de junho as UBSs e outras unidades de saúde voltarão a atender pacientes que serão chamados para consultas eletivas, exames e também cirurgias nos hospitais municipais, que foram desmarcadas por orientação do Ministério da Saúde. Ele alertou para que as pessoas não se dirijam às unidades de saúde sem terem sido chamadas, pois, além de não poderem ser atendidas, ainda estarão provocando aglomerações que precisam ser evitadas a todo custo.


(foto ilustrativa: reprodução do Facebook de data anterior)