População do Inocoop sofre com fumaça e cheiro das turfas de área vizinha

 

Problema no Inocoop, que vem se arrastando há vários anos, está cada vez mais forte, segundo moradores que mantêm o grupo “Juntos somos mais fortes – Inocoop”, e que pedem a intercessão do portal em busca de uma solução. O cionjunto residencial fica ao lado da avenida João Paulo I, entre o Jardim Presidente Dutra e o bairro de Bonsucesso.

O problema é causado por turfas na mata que margeia o rio Baquirivu. Os relatos são de que a fumaça e o cheiro forte estão deixando todos os moradores em situação desesperada. “O cheiro que vem muito forte, principalmente à noite, nos deixa sufocados, com garganta ruim, rinite… Quem tem asma está passando por maus bocados. Precisamos urgentemente de ajuda”, desabafa uma senhora. Ela diz que já levaram a questão ao conhecimento do vereador Weslley Casa Forte, o qual notificou os órgãos, mas que nada foi feito ainda, por se tratar de área particular. “Só que não podemos ficar esperando enquanto estamos prejudicando nossa saúde. Estamos pedindo urgente que seja feito algo para solucionar, já que mesmo nos dias de muito calor ficamos com a casa toda fechada e ainda assim o cheiro invade todos os cômodos”, apela em mensagem enviada também ao prefeito Guti pelas redes sociais.

“Estamos fazendo no nosso grupo todo apelo necessário para a solução. Nas outras vezes foram usadas escavadeiras e os bombeiros jogando água, o que amenizou por um tempo. Até que não haja uma solução definitiva, pelo menos uma paliativa para nos ajudar a respirar”, conclui.

Em outubro de 2017, já nos referíamos ao problema
https://www.clickguarulhos.com.br/2017/10/10/inocoop-queixa-se-de-mau-cheiro-exalado-por-solo-de-um-terreno/
https://www.clickguarulhos.com.br/2017/11/07/video-mostra-terreno-que-solta-fumaca-no-inocoop/

O Click Guarulhos enviou questionamentos à Prefeitura e obteve as seguintes respostas:

A qual Secretaria incumbe tomar alguma providência e o quê pode ser feito?
A Secretaria de Meio Ambiente irá notificar o proprietário da área quanto aos danos ambientais.

 
A Prefeitura obteve de algum outro órgão explicação técnica para esse fenômeno?
É uma camada de material vegetal parcialmente decomposto no solo que pode queimar lentamente em épocas secas e quentes. É formado por grupos de musgos, raízes, árvores, juncos, etc.


Algo precisa ser feito, mesmo sendo área particular, reclamam moradores



Em contato com a Redação do Click Guarulhos, na tarde desta sexta-feira, outro morador foi cientificado das respostas da Prefeitura e disse que uma comissão do bairro esteve na Defesa Civil e foi informada que nada pode ser feito, por ser uma área particular.

Ele comentou: “O Corpo de Bombeiros precisa de autorização para entrar em prédio que está pegando fogo? A Polícia precisa de autorização para entrar numa padaria onde está tendo um assalto? Não! Então, por que os órgãos da Prefeitura precisam para entrar na área e tomar uma providência? O proprietário será intimado’… Ótimo! Mas, quanto tempo ele terá para fazer algo? E se nada fizer? Não dá para continuar como está. Crianças estão com problemas respiratórios, idosos também, todos sofrendo esse incômodo. Precisamos de medidas urgentes”, desabafou.