Prefeitura responde a escolas privadas que ainda não é seguro retomar aulas presenciais

 

Em seguida a manifestação em frente à Secretaria de Educação, na manhã desta sexta-feira (18), foi feita uma reunião, que estava agendada com representantes das escolas particulares de Guarulhos, da qual participaram os secretários José Mario Stranghetti Clemente (Saúde) e Edmilson Americano (Governo), a subsecretária de Educação, Fábia Costa, o presidente da Associação das Escolas Particulares de Guarulhos, Wilson Lourenço Jr., além de 20 escolas particulares do município. A Prefeitura de Guarulhos posicionou que o momento ainda não é seguro para a retomada das aulas presenciais.

A Secretaria de Educação ressalta que continua dialogando frequentemente entre as partes e permanece aguardando e acompanhando o controle da pandemia. Conforme decreto municipal, as aulas seguem suspensas até o dia 30 de setembro, inclusive nas escolas particulares, quando uma nova definição, no caso de prorrogação ou não do início das aulas, será divulgada.