Escolas particulares reafirmam continuidade das aulas presenciais

 

A Associação das Escolas Particulares de Guarulhos (AEG) divulgou Nota Oficial, assinada por seu presidente, Wilson Lourenço Jr., reafirmando que suas representadas não estão incluídas no Acordo firmado perante a 1a. Vara da Fazenda Pública, decorrente das ações judiciais movidas pela Apeoesp e pelo Sinpro. Assim, continuam as aulas presenciais na rede de ensino privado, obedecidos os protocolos de segurança e com a participação apenas dos alunos cujas famílias assim decidirem
Mesmo nas escolas estaduais, segundo a Secretaria de Educação, o acordo só valeria como determinação se houvesse um decreto municipal suspendendo as aulas, o que não ocorreu. Na rede municipal, foi antecipado para maio o recesso do meio do ano, estando previsto para 31 de maio o retorno das aulas presenciais.

NOTA OFICIAL
*ATENÇÃO ESCOLAS PARTICULARES DE GUARULHOS*
As Escolas Particulares de Guarulhos não são parte nas ações judiciais 1014876-18.2021.8.26.0224 e 1013189-06.2021.8.26.0224, impetradas pelo SINPRO e APEOESP. As escolas continuam com aulas remotas para a maior parte dos alunos, conforme o Plano São Paulo e presencialmente apenas para as crianças que mais precisam, seguindo os protocolos sanitários.
WILSON LOURENÇO JR., presidente da associação das escolas particulares de Guarulhos.