sábado, 27 novembro 2021
- PUBLICIDADE -
InícioVC REPÓRTERPopulação queixa-se de pernilongos e mosquitos; Prefeitura responde que "fumacê" não é...

População queixa-se de pernilongos e mosquitos; Prefeitura responde que “fumacê” não é mais recomendado

O Click Guarulhos tem recebido queixas de excesso de pernilongos e mosquitos, principalmente vindas de moradores do Jardim Frizzo, região da Ponte Grande. Encaminhada a demanda à Prefeitura, a Assessoria de Imprensa enviou a resposta, que reproduzimos:


“A Secretaria de Saúde esclarece que estamos passando pelo período de criação e dispersão de mosquitos, o que geralmente acontece de outubro a março. O município é acometido por dois gêneros de mosquitos: o Aedes e o Culex. As fêmeas de Culex possuem atividade durante o período vespertino e o Aedes durante o período diurno.

Com relação ao pedido de nebulização, a Secretaria de Saúde informa que o governo do Estado não recomenda o uso de fumacê (técnica de termo nebulização) que era utilizado no passado. Ressalta que o uso indiscriminado dessa técnica de aplicação de inseticida causou resistência tanto ao Aedes aegypti quanto ao Culex quinquefasciatus (pernilongo)não sendo eficaz para o controle. Além disso, o uso inadequado causa prejuízo à ecologia, à fauna existente e à saúde humana.

Atualmente a utilização de inseticida por meio da nebulização ou pulverização é adotada somente para eliminar a população adulta do mosquito Aedes aegypti apenas em área de transmissão viral (casos suspeitos ou positivos) de dengue, podendo ser usado os equipamentos portáteis ou o veicular.

A Secretaria de Saúde destaca ainda que as ações de manejo ambiental e o controle mecânico por parte dos munícipes são ferramentas que contribuem para o controle de focos de proliferação, tanto do Aedes aegypti como do Culex quinquefasciatus.

A principal medida é a eliminação de qualquer material que possa abrigar água parada, visto que 80% do controle vetorial se dá através da eliminação de criadouros e somente 20% por uso de produtos químicos. Por isso, alguns cuidados são fundamentais para evitar a proliferação das espécies, tais como:

•      Limpeza das calhas;

•      Emborcar garrafas, galões e outros recipientes;

•      Recolher latas, copos e frascos em geral sem utilidade e colocar em sacos de lixo;

•      Cobrir tambores e tanques;

•      Manter piscinas limpas e tratadas;

•      Vedar as caixas d’água;

•      Não jogar materiais inservíveis em terrenos e córregos, pois podem acumular água da chuva e servir de criadouro;

•      Telas em portas e janelas;

•      Uso de mosquiteiros;

•      Uso de repelentes.

- PUBLICIDADE -
- PUBLICIDADE -

SIGA/CURTA

28,891FãsCurtir
1,510SeguidoresSeguir
1,491SeguidoresSeguir
358InscritosInscrever

VEJA TAMBÉM

Nova variante: Anvisa recomenda suspensão de voos vindos da África

Em razão da nova variante da Covid-19 identificada na África, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), emitiu uma nota técnica, nesta sexta (26),...

Prefeitura realiza mais de 1,2 mil castrações de cães e gatos apenas em novembro

O Departamento de Proteção Animal (DPAN) de Guarulhos finaliza nesta semana a campanha de castração gratuita de cães e gatos no mês novembro com...

Guarulhos soma 4 mortes por Covid-19 nesta terça feira

A Secretaria Municipal da Saúde informou, nesta terça-feira (23), que foram contabilizadas quatro mortes por Covid-19 em Guarulhos. Ao todo, 4.984 pessoas perderam...

Senado aprova piso salarial nacional de R$ 4.750 para enfermeiros

O plenário do Senado aprovou nesta quinta-feira (24) projeto de lei que estabelece um piso salarial nacional para enfermeiros, auxiliares e técnicos em enfermagem....

Processos de movimentação de servidores são repassados para diretores das escolas da Prefeitura

Diretores das Escolas da Prefeitura de Guarulhos se reúnem no auditório da Secretaria de Educação nesta sexta-feira (26) para uma formação sobre os processos...