Saúde estadual divulga “abre e fecha” do feriado da Consciência Negra

 

A Secretaria de Estado da Saúde divulga a dinâmica de funcionamento dos serviços de saúde durante o feriado de sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra, na cidade de São Paulo e em outros municípios.

Os hospitais estaduais manterão o funcionamento normal para atendimento às urgências e emergências, tanto nos pronto-socorros quanto nos setores de internação e centros cirúrgicos.

As unidades da Fundação Pró-Sangue permanecerão abertas normalmente na sexta-feira (20), ficando fechados somente os postos de Barueri e Stella Marris, que retornarão com o funcionamento na segunda (23). No sábado (21) só os postos das Clínicas e de Osasco farão atendimento. O posto das Clínicas funcionará das 8h às 17h, e a unidade de Osasco das 8h às 16h. Para a realização da doação na sexta e no sábado, é necessário fazer o agendamento online em um dos postos. O agendamento pode ser feito pelo site www.prosangue.sp.gov.br ou pelo link prosangue.hubglobe.com.  

As Farmácias de Medicamentos Especializados, conhecidas como “de alto custo”, também terão funcionamento especial nesta sexta-feira (confira tabela abaixo).

O Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia (IPGG), na Zona Leste, não funcionará na sexta-feira (20), retornando o atendimento a partir da segunda-feira (23). O Centro de Referência ao Idoso (CRI Norte) abrirá normalmente na sexta-feira, das 7h às 17h e no sábado (21) das 8h às 14h.

Os atendimentos nos Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) ocorrerão normalmente em todas as unidades na sexta-feira (20). O funcionamento ocorrerá normalmente neste sábado (21), nas unidades que têm atendimento previsto no programa “Filho que ama leva o pai ao AME”: Américo Brasiliense, Araçatuba, Barretos-Geral, Bauru, Caraguatatuba, Carapicuíba, Franca, Jundiaí, Mauá, Mogi das Cruzes, Mogi Guaçu, Ourinhos, Praia Grande, Presidente Prudente, Promissão, Rio Claro, Santos, São João da Boa vista, Sorocaba, São José do Rio Preto, Taboão da Serra, Tupã, Votuporanga; na capital, o Barradas (Heliópolis) e o Centro de Referência do Idoso na Zona Norte (CRI Norte).