Veja como está a covid em Guarulhos e no Estado de SP

 

Informação de utilidade pública sobre Covid-19 em GuarulhosDados da Vigilância Epidemiológica Municipal desta quinta-feira (19/11/2020):  

Casos confirmados – 31.101
Total de recuperados – 29.009
Total de óbitos – 1.574 confirmados e um em investigação
Taxa de cura – 93%
Taxa de letalidade – 5,06%
Taxa de ocupação de leitos de UTI em hospitais públicos de Guarulhos: 50%
Taxa de ocupação de leitos de enfermaria em hospitais públicos de Guarulhos: 66,7%
Taxa de ocupação de UTIs da Grande São Paulo:  49,7%*disponibilidade conforme sistema Cross


OBS: Números regionalizados da Covid-19 em Guarulhos estão no boletim aqui reproduzido



Variação de ontem para hoje

Casos confirmados – 30.677 = MAIS 424 EM UM DIA
Total de recuperados – 28.573 = MAIS 436 EM UM DIA
Total de óbitos – 1.570 confirmados e três em investigação = 4 óbitos confirmados a mais, 2 em investigação a menos

Ao que tudo indica, como o número de recuperados também é elevado, quase semelhante ao de novos casos, que os dados desta quinta-feira incluem casos de dias anteriores, acumulados devido aos problemas do sistema do Ministério da Saúde.

Número de internados sobe para 8.470 no Estado

O Estado de São Paulo registra nesta quinta-feira (19) 41.074 óbitos e 1.191.290 casos confirmados do novo coronavírus.

Entre o total de casos diagnosticados de COVID-19, 1.076.073 pessoas estão recuperadas, sendo que 128.964 foram internadas e tiveram alta hospitalar.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 49,7% na Grande São Paulo e 43,5% no Estado. O número de pacientes internados é de 8.470, sendo 4.897 em enfermaria e 3.573 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 11h desta quinta-feira. Há três semanas, o número de internados havia ficado abaixo de 7 mil.

Todos os 645 municípios têm pelo menos uma pessoa infectada, sendo 595 com um ou mais óbitos. A relação de casos e óbitos confirmados por cidade pode ser consultada em: www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus.

Perfil da mortalidade

Entre as vítimas fatais estão 23.625 (57,5%) homens e 17.449 (42,5%) mulheres. Os óbitos permanecem concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 76,6% das mortes.

Observando faixas etárias, nota-se que a mortalidade é maior entre 70 e 79 anos (10.603), seguida pelas faixas de 60 a 69 anos (9.682) e 80 e 89 anos (8.424). Entre as demais faixas estão os: menores de 10 anos (54), 10 a 19 anos (72), 20 a 29 anos (340), 30 a 39 anos (1.160), 40 a 49 anos (2.668), 50 a 59 anos (5.320) e maiores de 90 anos (2.751).

Os principais fatores de risco associados à mortalidade são cardiopatia (59,8% dos óbitos), diabetes mellitus (43,2%), doenças neurológicas (10,9%), renal (9,5%), pneumopatia (8,3%). Outros fatores identificados são obesidade (8,2%), imunodepressão (5,5%), asma (3%), doenças hepáticas (2,1%) e hematológica (1,7%), Síndrome de Down (0,5%), puerpério (0,1%) e gestação (0,1%). Esses fatores de risco foram identificados em 32.999 pessoas que faleceram por COVID-19 (80,3%).

Perfil dos casos

Entre as pessoas que já tiveram confirmação para o novo coronavírus estão 554.787 homens e 630.302 mulheres. Não consta informação de sexo para 6.201 casos.

A faixa etária que mais concentra casos é a de 30 a 39 anos (280.721). As demais são: menores de 10 anos (30.358), 10 a 19 (58.300), 20 a 29 (203.153), 40 a 49 (244.483), 50 a 59 (177.896), 60 a 69 (108.098), 70 a 79 (54.701), 80 a 89 (25.630) e maiores de 90 (7.264). Não consta faixa etária para outros 686 casos.