Com recorde de 16 mil mortes em um dia, mundo aproxima-se de dois milhões de vidas perdidas para a covid

 

A soma das mortes atribuídas à covid-19 no mundo teve nesta quarta-feira o maior número em um dia, desde o início da pandemia: 16.288. Na terça-feira, haviam sido registradas 16.001 óbitos. Com isso, está muito perto de atingir 2 milhões de vidas perdidas para a doença, pois hoje já são 1.985.411.

Ao todo, o mundo soma 92.748.416 casos confirmados, dos quais 66.276.785 pessoas estão recuperadas. O número de pacientes em tratamento é de 24.486.220.

Na proporção da população mundial, são 254,7 mortes a cada milhão de habitantes, mas há países mais atingidos, chegando a 1.914 (San Marino) ou 1.738 (Bélgica). O Brasil tem 966 mortes por covid a cada milhão de habitantes.

Com 8.257.459 casos confirmados, o Brasil atingiu 206.009 mortes nesta quarta-feira. O total de pacientes recuperados é de 7.277.195 e o de pessoas em tratamento chega a 774.255, segundo o site https://www.worldometers.info/coronavirus/. Os números divulgados pelo Ministério da Saúde são cerca de 5% menores do que esses.